Por Pe. Ulysses da Silva, C.Ss.R. Em Artigos Atualizada em 21 MAR 2019 - 09H49

Quaresma é convite à solidariedade

A festa da Páscoa foi, certamente, a primeira das celebrações cristãs. Ela substituiu a Páscoa judaica, celebrando a Morte e a Ressurreição de Jesus, e não mais o êxodo do Egito. Mais do que uma simples recordação, a Páscoa cristã atualizava a graça da Redenção para aqueles que iriam receber os sacramentos da Iniciação cristã.

No início do cristianismo, a maioria dos candidatos ao Batismo era constituída por adultos. Eles deviam passar por uma iniciação cristã, que incluía o conhecimento e a experiência da vida cristã. Eram chamados de catecúmenos. Após esse período, estavam prontos para receberem os três sacramentos na festa da Páscoa. Era o tempo intensivo em que as comunidades às quais pertenciam uniam-se a seus catecúmenos em momentos fortes de oração e de celebração. Meditavam juntos a Palavra de Deus e recebiam os primeiros sinais de sua pertença à comunidade cristã, como o Credo e o Pai-nosso, além dos ritos de exorcismo e de unção pré-batismal.

Shutterstock
Shutterstock

Eis como se formou nossa atual Quaresma. Era um tempo de solidariedade espiritual e comunitária de todos os membros das comunidades cristãs com seus catecúmenos. Quando chegava a noite da Páscoa, todos se reuniam para a celebração dos Sacramentos da Iniciação cristã, em que os catecúmenos eram, ao mesmo tempo, batizados, crismados e participavam da Eucaristia, recebendo sua primeira Comunhão. Assim, em uma festa pascal de alegria e de fraternidade, eram acolhidos plenamente como novos membros da Igreja.

Leia MaisBolo Pascal é sobremesa tradicional de Páscoa12 músicas internacionais para a PáscoaOs séculos passaram, e a Quaresma se distanciou dessa tradição primeira, até porque o Batismo é conferido principalmente às crianças, desvinculando-se da Crisma e da Eucaristia. Continua sendo um tempo especial, em que as devoções, os atos de piedade popular e as celebrações litúrgicas se entrelaçam. Vias-sacras, procissões, representações teatrais e atos litúrgicos convergem para a recordação do mistério da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus.

Como manter o sentido da solidariedade tão presente em nossas primeiras comunidades? Eis a razão da Campanha da Fraternidade, que nos encoraja a sermos uma Igreja “em saída” e a praticar a solidariedade fora de nossas igrejas.

Neste ano, somos convidados a ver, refletir e agir sobre a Fraternidade e as Políticas públicas, com o lema: “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 1,27). Como comunidade cristã, devemos nos mobilizar para acompanhar mais de perto a administração dos recursos públicos. Infelizmente, muitos de nossos administradores, apesar de eleitos por nós, não são sensíveis às necessidades do povo, principalmente dos pobres.

As políticas públicas devem reverter em serviços públicos que promovam as áreas básicas da vida social da maioria da sociedade. Não podem jamais favorecer apenas alguns segmentos privilegiados da sociedade, enquanto a maior parte da população carece de saneamento básico, de moradia, de boa educação pública e de assistência básica à saúde. Vigiar, cobrar, acompanhar as políticas públicas são atos de fraternidade e solidariedade, que decorrem de nossa Iniciação cristã. Somos batizados e crismados, comungamos o Corpo e o Sangue do Senhor Ressuscitado, para termos força de lutar por seu Reino.

Entremos com disposição na Campanha da Fraternidade de 2019 e deixemos que o Espírito de Jesus nos faça ser cidadãos ativos em favor dos direitos básicos de nosso povo, principalmente dos mais carentes.

Escrito por
Pe. Ulysses da Silva, C.Ss.R. (Aquivo redentorista)
Pe. Ulysses da Silva, C.Ss.R.

Missionário Redentorista

2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.