Por Patrícia Palandi Em Comportamento Atualizada em 09 FEV 2018 - 09H42

Descubra seu biotipo e confira dicas especiais de alimentação

Atualmente homens e mulheres desejam ficar dentro dos padrões estéticos que a mídia preconiza. Com isso, a preocupação com a questão estética com o corpo, forma, aparência e pele é cada dia maior e muitas pessoas se tornam, de certa forma, escravos da beleza.

A questão é que, embora hábitos saudáveis (alimentação equilibrada e prática de exercícios físicos) sejam capazes de promover maravilhas, ninguém consegue o corpo da Juju Salimeni se tiver o biótipo da Ana Hickmann. Porém, é possível potencializar os efeitos do treino e da dieta explorando ao máximo as características de cada perfil.

Mas lembre-se: as dietas da internet ou do “amigo da academia” não servirão pra você! Por quê? Cada pessoa tem um objetivo, uma genética, uma rotina e um biotipo diferente.

Vamos entender os 3 tipos físicos:

 Descubra seu biotipo - Ectomorfo - Mesomorfo - Endomorfo

- Ectomorfo: é tipicamente magro, estrutura delgada, pouca massa muscular, tem dificuldades em aumentar peso, metabolismo rápido, peito liso e ombros estreitos (típico magro).

- Mesomorfo: é atlético, corpo duro e músculos definidos, naturalmente forte, ganha músculos com facilidade, engorda com mais facilidade que os ectomorfos, ombros largos.

- Endomorfo: corpo mole e arredondado, tipicamente baixo e “encorpado”, ganha músculos com facilidade, ganha gordura com “muita” facilidade, tem dificuldades em perder gordura, metabolismo lento, ombros largos.

Tenha em mente que ninguém é totalmente ecto, meso ou endo, mas um desses biotipos é predominante.

DICAS DE ALIMENTAÇÃO

No caso do ectomorfo, o indivíduo não terá problemas com um maior consumo de carboidratos. Na verdade, muitas vezes, o consumo aumentado será essencial para o aumento de massa muscular. Inclusive à noite, deve haver consumo tanto de proteínas, como também de carboidratos. O Consumo deve ser “aumentado” também nos horários que circulam o treino (pré e pós) para potencializar o ganho de massa muscular.

Já o mesomorfo deve ter um controle um pouco maior, optar por carboidratos de baixo índice glicêmico, integrais e com bastante fibra (ex: pão integral, batata doce, macarrão integral, aveia, etc.).

No caso do endomorfo, o indivíduo já tem facilidade de aumentar massa muscular e também gordura corporal, então se deve ter bastante cuidado com os excessos, principalmente de carboidratos e gorduras, pois, nesse caso, o acúmulo é mais eficiente e a eliminação mais lenta.

Dependendo do esporte e do objetivo, é recomendado o uso de alguns suplementos (whey protein, BCAA, glutamina, Waxy maize/dextrose, vitaminas e minerais, creatina, entre outros), porém as quantidades dependem das necessidades individuais de cada pessoa.

Por isso, é sempre importante o acompanhamento de um profissional habilitado para não haver nenhum tipo de deficiência ou sobrecarga.

patricia palandi assinatura

2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Patrícia Palandi, em Comportamento

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.