Por Equipe Revista JM Em Comportamento Atualizada em 04 DEZ 2017 - 11H47

Mitos ou verdades sobre drogas

Às vezes pensamos que sabemos tudo, que temos domínio... Mas será que isso é verdade?

Faça o teste e confira as respostas corretas. Veja se você sabe mesmo sobre este assunto:

1. De toda a população, os jovens são os que mais consomem drogas?

2. O lugar onde o jovem frequenta e as companhias são fatores significativos quando se fala em dependência de álcool ou droga?

3. “Ecstasy” de vez em quando em uma festa não causa dependência?

4. Tomar estimulantes antes de provas melhora a rapidez intelectual?

5. É possível um dependente tornar-se um usuário “recreacional” sem dificuldade?

6. Uso de drogas só traz consequências ao usuário?

7. Dependentes precisam de punição e não de tratamento.

Respostas

1. VERDADE: estudos epidemiológicos mostram que jovens até 24 anos consomem mais as drogas ilícitas. Porém, dependendo da droga, está espalhada por todas as idades.

2. VERDADE: Embora a pessoa possa afirmar que sua consciência é forte e que o ambiente e os amigos não a influenciam, pesquisas comprovavam que estes fatores são altamente citados como origem do uso e do vício.

3. MITO: Embora seja considerada de baixo potencial de causar dependência, pode trazer esta e outras consequências para a pessoa com mais facilidade, conforme vários fatores do organismo de cada pessoa.

4. MITO: Apesar de o remédio estimular o sistema nervoso central, o resultado nem sempre é concentração e desempenho de memória; pelo contrário, pode dar reações como ansiedade e até “dar brancos” nas provas.

5. MITO: Dependente precisa de tratamento médico, psicológico e apoio social para se livrar do vício, pois as dificuldades são várias e só boa vontade muitas vezes não basta.

6. MITO: Uma pessoa drogada na sociedade é risco para todos os que circundam esta situação, além de consequências sociais do tráfico, entre outras.

7. MITO: Dependência precisa ser tratada e não punida. Chegar a este quadro já indica que há alguma dificuldade pessoal ou social não resolvida. Estas pessoas precisam ser cuidadas.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Equipe Revista JM, em Comportamento

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.