Por João Antônio Johas Em Crescendo na Fé Atualizada em 10 NOV 2017 - 17H52

Como lidar com as preocupações do dia a dia?

Não é novidade para ninguém que hoje em dia se faz muitas coisas. Com tantos aparelhos tecnológicos que supostamente nos facilitam a vida, de alguma forma, nos vemos com cada vez menos tempo e com mais coisas para realizar. Quando olhamos para frente na vida, para os desafios que estão por vir, ficamos angustiados porque não sabemos, de saída, como resolveremos tudo. Diante de todas essas preocupações, algumas passagens bíblicas parecem um tanto paradoxais, mas podem ser o caminho para encontrar a verdadeira Paz em Cristo.

shutterstock
shutterstock

Quando escuto “Buscai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça e todo o resto vos será acrescentado (Mt 6, 33)”, penso que é uma frase muito consoladora e ao mesmo tempo muito difícil, porque quem pode dizer, de verdade, que está buscando primeiro o Reino de Deus com honestidade? É o mesmo que pensar no primeiro mandamento: Quem pode dizer, de verdade, que coloca o amor a Deus acima de tudo? Cada vez que nos afastamos desse amor estamos buscando outra coisa que não esse reino, colocando outra coisa que não o amor a Deus, em seu lugar.

Mas esse é realmente o nosso chamado. Cristo, no Sermão da Montanha, do qual esse versículo faz parte, começa nos dizendo como viver uma vida realmente feliz com as bem-aventuranças. Esse é o projeto de vida, encaminhar-nos para o Reino de Deus. E a promessa é que para quem assim o faz, tudo o que seja necessário lhe será acrescentado. É ou não é a Paz que todos desejamos? Da boca de Jesus escutamos essas palavras: “Porque os preocupeis? Observai os lírios do campo como crescem, não trabalham nem tecem. Eu, contudo, vos asseguro que nem Salomão, em todo o esplendor de sua glória, vestiu-se como um deles. Então, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada ao fogo, quanto mais a vós outros, homens de pequena fé (Mt 6, 28-29)”.

Qual deveria ser, então, a nossa única preocupação?

Buscar esse Reino, que é o próprio Cristo! Todas as outras preocupações são secundárias a essa e não seriam realmente preocupações se estivéssemos seguros de estar indo pelo caminho certo, amparados pela Graça do próprio Deus que nos conduz com seu Espírito Santo. E isso certamente não se traduz em uma vida de braços cruzados, desengajada de tudo e de todos. Pelo contrário, é só olhar para a vida do próprio Cristo para ver as consequências reais de buscar o reino de Deus em primeiro lugar, de amar a Deus sobre todas as coisas. Mas no meio de todas as tribulações que Ele passou, ele sabia que o Pai lhe concedia tudo o que necessitava para sua missão: “E Jesus, levantando seus olhos aos céus, agradeceu: “Pai, dou-te graças porque me ouviste. Eu sei que sempre me ouves, mas disse isso por causa da multidão que está ao meu redor, para que creiam que Tu me enviaste.” (Jo 11, 41)

Lançar-nos na Vida Cristã, de verdade, é o que nos dará a verdadeira Paz. Aquela que não vai fazer desaparecer as tribulações, mas que vai abraça-las e preenche-las com um sentido último, definitivo. Dessa forma poderemos atender ao que Jesus nos diz e que hoje em dia parece impossível: “Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações” (Mt 6,34).


Escrito por
Irmão João Antônio Johas (Redação A12.com)
João Antônio Johas

Licenciando em Filosofia pela Universidade Católica de Petrópolis, Pós-graduando em Antropologia Cristã pela Universidade Católica San Pablo em Arequipa, Peru.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.