Crescendo na Fé

Como saber se a vocação que eu escolhi seguir é a certa para mim?

Cankin Ma 2020 (arquivo pessoal)

Escrito por Cankin Ma Lam

25 AGO 2021 - 10H27 (Atualizada em 25 AGO 2021 - 11H30)

Shutterstock/ Krakenimages.com Padre; Sacerdote; Padre feliz; Padre novo. (Shutterstock/ Krakenimages.com)

Há um ditado que, se bem um pouco impreciso, consegue dizer um ponto importante: "se depois de 5 anos há dúvidas, então não há dúvidas". Indicando que, se depois de um tempo razoável ainda não se encontra certeza de uma eleição determinada, a certeza que se encontra é que essa provavelmente não seja a melhor eleição.

O ditado ficará impreciso enquanto não considere aspectos do contexto. E refere-se ao início de um percurso. Seria muito injusto que uma crise prolongada faça questionar decisões duradouras. Obviamente não se pretende dar aqui uma receita universal de eleição.

Entremos no nosso assunto. Comecemos por melhorar o enfoque da pergunta. Vamos nas origens do termo “vocação”. Vocação vem do latim vocare, que significa chamar. Assim, o centro da vocação é o chamado feito por Outrem. O centro do caminho vocacional é escutar-acolher o convite que Deus faz para a pessoa.

Para dizer de outra forma: Deus não é um oráculo que depois de uma série de rituais fornece um papel com um trabalho a ser feito. Ele é Alguém que nos convida, que nos chama. Em cima disso podemos falar da eleição que faz o cristão de seguir ou não seguir aquilo para o qual Deus o chama.

A vocação fundamental de todo batizado é a santidade. O Catecismo (nº 1533) o explica bastante bem:

"O Batismo, a Confirmação e a Eucaristia são os sacramentos da iniciação cristã. São o fundamento da vocação comum de todos os discípulos de Cristo – vocação à santidade e à missão de evangelizar o mundo.
E conferem as graças necessárias para a vida segundo o Espírito, nesta existência de peregrinos em marcha para a Pátria".

Dito isso, é importante dizer que essa vocação comum se faz particularíssima em cada pessoa. Isso leva em conta a própria história, cultura, caráter, etc.. Enfim, conduz a uma eleição do que na Igreja se chama de estado de vida.
Nesse sentido pode ser feita a pergunta a respeito da eleição de estado de vida, de como saber se essa escolha foi correta.

Pois bem, ao falar de estado de vida – como expressão concreta da vida batismal, isto é, da vida cristã – o que se busca é uma certeza moral. Não existe forma de ter uma certeza absoluta, semelhante à que temos de que o ser é, e que o não-ser não-é (desculpem ter ficado filosófico!). A certeza moral significa que foi excluída toda dúvida razoável.

Shutterstock/ Mila Supinskaya Glashchenko
Shutterstock/ Mila Supinskaya Glashchenko

Quer dizer: vejo-me vivendo assim não apenas 1 ano ou 2, mas toda a minha vida? Ou, na hora de decidir casar-me ou não com determinada pessoa: acho que consigo me unir a esta pessoa num compromisso tão forte que só a morte pode quebrar?

Isso tudo não deve nos deixar aflitos. Um caminho de discernimento vocacional que cuida dos interesses da pessoa e no qual percebe sua intenção (seja uma instância eclesial ou uma pessoa com a qual vai-se casar) é mediado por um caminho não-curto, no qual as certezas morais são colocadas à prova, para realmente excluir toda dúvida razoável.
Nesse sentido se entende a frase inicial de que "se depois de 5 anos (podem ser um pouco mais ou um pouco menos, não é tão exato, digamos) há dúvidas, então não há dúvidas!".

:: Curtiu a formação? Compartilhe com todos os seus amigos!

Escrito por
Cankin Ma 2020 (arquivo pessoal)
Cankin Ma Lam

Nascido no Equador, filho de pai chinês é apóstolo de plena disponibilidade no Sodalício de Vida Cristã. Atualmente faz caminho ao sacerdócio e estuda teologia na Universidade Católica de Petrópolis.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.