Por Everton Lucas Em Crescendo na Fé Atualizada em 31 OUT 2018 - 11H26

A história do Halloween com a Igreja Católica

Hoje nós vamos falar sobre o Halloween. Sinceramente falando, eu nunca tinha dedicado um tempo para saber as origens desta festa, até porque aqui no Ceará este assunto não é tão difundido.

Mas, antes de sinos e Papais Noéis, a decoração que toma de conta das ruas, principalmente na Europa e Estados Unidos, são as abóboras com olhos e bocas, vassouras de bruxa, esqueletos e tudo o que for de mais tenebroso se espalha em forma de enfeites.

Mas afinal, qual o sentido desta festa?

shutterstock
shutterstock


Há muito tempo, os antigos povos Celtas faziam, na passagem de um ano para outro (segundo o calendário deles, equivalia para nós hoje aos dias 31 de outubro e 1º de novembro), a colheita da safra e, no mesmo períodom acontecia também um o ritual religioso destes povos.

Eles acreditavam que espíritos de pessoas mortas voltavam para a Terra durante a noite. Estes espíritos vinham para se alimentar e assombrar os vivos. Por isso, as pessoas se fantasiavam com máscaras feias e outros tipos de indumentária, a fim de afugentar estes espíritos. Ah, e também acreditavam que as bruxas apareciam na mesma noite.

As bruxas eram muito temidas, pois, segundo eles, eram mulheres que tinham relações sexuais com o demônio e faziam rituais negros para atingir com o mal às pessoas. O acontecimento desta noite era chamado de Samhaim.

Até então, era uma festa exclusivamente pagã, mas com a expansão do catolicismo pela Europa, os celtas foram convertidos ao Cristianismo. A Igreja Católica tentou transformar este ritual pagão em uma festa para homenagear os Santos Católicos. O intuito era de não mais se cultuar espíritos e forças sombrias, mas sim festejar em honra dos Santos.    

Foi então que surgiu a festa chamada ALL HALLOWS DAYS, que quer dizer Dia de Todos os Santos. Aquela nova tradição se enraizou, e como a antiga já estava enraizada, não se perdeu. Na véspera da Festa de Todos os Santos, eles continuaram a festejar o que chamavam de 'ALL HALLOWS EVENING', que abreviado fica HALLOWEEN.

Como falei, aqui no Ceará não temos muito o costume de festejar este dia, mas sabemos que ainda hoje, em vários lugares as pessoas se fantasiam e saem às ruas. 

Gostosuras e travessuras à parte, nós devemos ter certo cuidado, pois ainda hoje pessoas se utilizam da ocasião para prestar culto a entidades demoníacas. Nos Estados Unidos, por exemplo, foi inaugurado um templo erguido em honra de Lúcifer no Halloween. Cabe a nós cristãos, primeiramente saber em quem depositamos a nossa fé. Uma data festiva não muda nossa religião, basta saber em que acreditamos e não nos deixar levar por coisas outras que nos desviam do caminho de Deus.

:: Leia também: Participar do Halloween é pecado?

Escrito por
Everton Lucas (Fotos Everton Lucas)
Everton Lucas

Apresentador e estudante de comunicação.

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Everton Lucas, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.