Por Priscila Ferreira Em Crescendo na Fé

6 jovens de grande destaque na Bíblia


shutterstock
shutterstock


Nós, jovens, estamos presentes em grandes momentos das Sagradas Escrituras.
Por isso, “ninguém te despreze por seres jovem” (Tm 4, 12), já dizia São Paulo a Timóteo.

Essas 6 grandes histórias vão te dar a certeza de que Deus tem um plano de amor na sua vida e  vale a pena aceitá-Lo.

José

Shutterstock/Por bilha golan
Shutterstock/Por bilha golan


José era filho de Jacó e, em Gênesis, podemos conhecer sua história
. Ele foi vendido para ser escravo no Egito quando tinha apenas dezesseis anos. Agora fiquem pasmos: ele foi vendido pelos próprios irmãos!

Por meio de dons dados por Deus, a interpretação dos sonhos e revelações, ganhou o respeito do imperador que o tornou governador daquela nação quando ele tinha trinta anos.

José, fiel a Deus, enfrentou anos a fio como escravo. Depois de muitos anos, já como governador, encontrou os irmãos que foram pedir-lhe comida (sem saber que ele era o governador, pois, nunca imaginariam tal “sorte” do irmão).

José, perdoou a todos e reconheceu que, de um aparente mal, Deus tirou um bem muito maior.

Indico aqui a leitura do livro de Gênesis, capítulos de 37 a 50.

Samuel

Samuel significa "pedido a Deus" e foi fruto de uma promessa que sua mãe Ana fez para gerar uma vida, já que ela era estéril. 

Se Deus desse a ela essa graça de ser mãe, o(a) seu filho(a) seria d'Ele. Dito e feito, sua mãe gerou e deu à luz Samuel. Depois, o jovem foi encaminhado para ser auxiliar de um idoso sacerdote. Assim, desde cedo aprendeu a escutar a voz de Deus.

Samuel substituiu o idoso sacerdote, pois Deus não se agrava com suas atitudes. Ficou conhecido como um sacerdote poderoso em oração, tinha uma intimidade profunda com Deus. Ungiu dois reis: Saul e Davi. Uma vida marcada pela oração do início ao fim.

Indico aqui o livro de Samuel, capítulos 1 ao 16 e 19, 25 e 28

Leia Mais8 mulheres que tiveram um importante papel na BíbliaEster

Ester era uma mulher cheia de sabedoria. Ela era uma órfã judia que viveu na Pérsia quando o povo hebreu migrava várias vezes saindo do exilio da Babilônia. Ainda jovem, Ester tornou-se rainha da Pérsia, a partir de um concurso de beleza.

Ester não é reconhecida apenas por sua beleza, mas também por ter intercedido pelo povo hebreu, mesmo correndo risco de morte, quando o ministro Hamã decidiu exterminar os judeus. Também é lembrada por pensar em estratégias para os judeus vencerem os conflitos.

Indico a leitura dos capítulos 9, 10 e 11 do livro de Ester.

Daniel

Daniel, foi um dos jovens de sangue nobre ou real, escolhidos para ser levado à Babilônia por conta do reinado de  Joaquim. Naquela época ele tinha cerca de dezoito anos. Por ser cativo de guerra, Daniel enfrentou inúmeros desafios, tentações e provações. Por ser fiel a Deus, foi jogado na cova dos leões. Daniel, não negou o Senhor nem mesmo nessa hora e teve sua vida preservada.

“O meu Deus enviou o seu anjo, e fechou a boca dos leões, para que não me fizessem dano, porque foi achada em mim inocência diante dele; e também contra ti, ó rei, não tenho cometido delito algum” (Dn 6,22)

Indico o livro de Daniel, capítulos 21 e 22.

Maria

Shutterstock
Shutterstock


Não podia faltar
Nossa Senhora, não é mesmo? Com cerca de quinze anos, Maria disse o sim que dividiria a história da humanidade. Mãe de Jesus, mãe da igreja, primeira catequista, intercessora.

Nossa Senhora enfrentou o risco de ser apedrejada (porque naquela época era um costume apedrejar as mulheres que engravidavam antes de se casarem). Maria também viu o seu filho passar por todos os ultrajes e sofrimentos. Ela estava presente nos principais momentos da história: Anunciação, primeiro milagre de Jesus, sua flagelação, coroação de espinhos, crucificação. E também na história dos primeiros cristãos, no cenáculo em Jerusalém. 

Se você quer ser um(a) jovem de Deus e que aceita os planos do nosso Pai, a escola é Maria!

Indico Cap. 1 do livro de Lucas, especialmente os versículos 24 a 55, para você ler e meditar todos os dias.

Timóteo

O último - e não menos importante - é Timóteo. São Paulo o designou para ser sinal do amor de Deus nas comunidades, sendo presbítero (sacerdote). Timóteo, por conta de sua pouca idade, passou por descrença. Porém, Paulo exorta-o a continuar sendo modelo para o povo. Além disso, explica que ele não esta sozinho. O Espírito de Deus o acompanhava sempre.

Timóteo, ainda jovem, era comprometido com as coisas de Deus e nos ensina a viver na nossa idade, na nossa realidade assim também.

Indico a primeira e segunda cartas de São Paulo a Timóteo.

#Para todos lerem: Curtiu esse post? Compartilhe com os amigos!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Priscila Ferreira, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.