Por Pe. Leandro Luís Em Crescendo na Fé Atualizada em 26 SET 2017 - 14H23

Jovem também faz parte do Povo de Deus

A Igreja Católica, após o Concílio vaticano II, remodelou, ou melhor, expandiu e explicitou a compreensão do termo “Povo de Deus”. Esta iniciativa iluminada pelo Divino Espírito Santo trouxe consigo alegria e recordação do sentido missionário e evangelizador inerente a cada batizado, a cada fiel.   Não só os padres fazem parte do povo de Deus, mas também, os homens e mulheres de boa vontade, sejam quais forem seus estados de vida.

jovem_rezando_3

Embora exista na compreensão da Igreja o que se pode chamar de “categorias de fieis”: padres, bispos, religiosos e leigos, todos constituem o Corpo Místico de Cristo, todos são povo de Deus, inclusive você que é jovem. É exatamente uma questão de existência “SER” povo de Deus. Essa deve ser a consciência de todos nós cristãos.

Neste sentido, não pode a juventude sentir-se apartada ou excluída do Povo de Deus. Todo jovem tem a missão de unir-se a Deus e, por Ele, com Ele e n’Ele desempenhar o seu papel de bom cristão na sociedade. Esta é a vontade de Deus para a juventude.

A nobreza da missão do cristão enriquece o jovem que também é cristão e que também tem uma missão. Isto, se ele quiser assumir, verdadeiramente, a adesão ao projeto de salvação do Senhor em sua vida – que, ao morrer na cruz para nos salvar provou o seu amor por nós.

DESAFIO

O desafio é superar a mentalidade autoexcludente nesta missão. Nós mesmos nos excluímos e nos descomprometemos com a evangelização. Muitas vezes, não nos sentimos parte do Povo de Deus. Muitas vezes, não nos responsabilizamos pela vida que Cristo partilha conosco. Porém, a juventude tem o carisma necessário para somar com Cristo e tornar mais agraciados os corações juvenis. Jovem evangeliza outro jovem.

Com o contato mútuo, os jovens abrem horizontes e aproximam os seus semelhantes de Jesus. Quem experimenta seu amor salvador faz todo esforço para que outros também o experimentem abundantemente.

Assumir-se como membro efetivo e afetivo do Povo de Deus é o primeiro passo para que a juventude coloque em prática a sua missão de evangelizador, pois não é possível viver na Igreja sem identificar-se com ela, sem sentir-se responsável pelo cuidado dela. A Igreja somos todos nós, Povo de Deus, por isso não podemos correr o risco de esvaziar a mente e o coração da falsa identificação à vida cristã.

Aqui, faz jus lembrarmos o sentimento que aproxima o SER do jovem ao Corpo de Cristo: sentimento de pertença! “Eu pertenço à Igreja de Jesus”, esta deve ser a nossa convicção. Eis o nosso grito de guerra. Aqui está a nossa bandeira sempre hasteada, é assim que reconhecemos o sangue a pulsar nas veias da vida de comunidade.

Eis a alegria! Eis o sentido de ser de Deus! Pertencer a Deus dentro da comunidade reunida, estar no meio da comunidade celebrante, viver entre os membros do Povo de Deus é a essência do Jovem de Maria.

Eu sou jovem. Tu és jovem. Nós somos jovens. Somos povo de Deus!


Escrito por
crescendo na fé revista jovens de maria
Pe. Leandro Luís

Padre na Arquidiocese de Pouso Alegre

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. Leandro Luís, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.