Por Priscila Ferreira Em Crescendo na Fé Atualizada em 29 ABR 2020 - 11H47

Lectio Divina: escutar e acolher a voz de Deus


Shutterstock/ Korawat photo shoot
Shutterstock/ Korawat photo shoot


“(...) se tivéssemos a Palavra de Deus sempre no coração, nenhuma tentação poderia nos afastar de Deus e nenhum obstáculo poderia nos desviar no caminho do bem" (Papa Francisco - Pronunciamento feito durante o 1º domingo da Quaresma, em 2017)

Ler, meditar, estudar as Sagradas Escrituras é decidir-se por Deus, por seu plano de Salvação. A Bíblia é nosso alimento espiritual e, nessa quarentena, é uma ótima oportunidade para nos nutrirmos desse alimento.

Shutterstock/ Lolostock
Shutterstock/ Lolostock


Conheci a Lectio Divina há mais ou menos um mês atrás, e me identifiquei tanto que sugiro a vocês essa graça. Assim, quero que colham tantos frutos ou mais do que eu tenho colhido. É maravilhoso!

A Lectio Divina, vem do latim e pode ser traduzida como “leitura divina”, “leitura espiritual” ou “leitura orante da Bíblia”. Essa pratica cristã, faz parte da tradição da Igreja e se constitui em quatro etapas: Leitura, Meditação, Oração e Escuta. O Papa Bento XVI, em 2005, nos aconselhou a não esquecer esse caminho de Salvação:

“Eu gostaria, em especial recordar e recomendar a antiga tradição da Lectio Divina, a leitura assídua da Sagrada Escritura, acompanhada da oração que traz um diálogo íntimo em que a leitura, se escuta Deus que fala e, rezando, responde-lhe com confiança a abertura do coração”.

Leia MaisLectio Divina: um passeio com Deus no paraíso

É possível, sim, escutar o que Deus nos diz, através da Lectio Divina. Caso você se decida, por esse presente da Igreja, vou te apresentar algumas dicas.

Invoque o Espírito Santo com essa oração:

Shutterstock/ MIA Studio
Shutterstock/ MIA Studio


“Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai o vosso Espírito, e tudo será criado; e renovareis a face da terra. Ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com as luzes do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas e gozemos sempre da sua consolação. Por Cristo, Senhor nosso. Amém”.

Leitura:

Leia, com calma e atenção, um pequeno trecho da Bíblia (comece com os Evangelhos e/ou Salmos). Nesse primeiro momento, se debruce sobre os detalhes: quem são os personagens, o que fazem, quem é o autor desse livro, o contexto histórico. Responda à pergunta: “O que diz esse texto, que acabo de ler?”. Leia esse trecho quantas vezes for necessário.

Shutterstock/ Jesus Cervantes
Shutterstock/ Jesus Cervantes

Meditação

Agora, é importante responder a pergunta: “O que esse texto me diz?” . Você percebe que, agora, é uma outra reflexão?

Coloque-se no lugar do personagem do texto e medite o que aquele personagem tem relação com você. Nesse momento, um versículo pode ser que te chame mais atenção e você se desdobre sobre ele.

Oração

Chegamos à metade do caminho. O que esse texto provocou em mim? Agradecimentos, pedido de perdão, adoração? 

Agora é hora de dar uma resposta a Deus, mediante a sua Palavra.

Shutterstock/ Asier Romero
Shutterstock/ Asier Romero


Contemplação

Nessa última etapa, é necessário descansar em Deus, ficar em silêncio diante da sua presença misericordiosa. É Ele o protagonista!

share Curtiu o post? Comente e compartilhe com todos os amigos!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Priscila Ferreira, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.