Por Everton Lucas Em Crescendo na Fé Atualizada em 23 JAN 2018 - 16H29

Não só orar, mas por a mão na massa

Vamos começar nossa conversa de hoje com a seguinte pergunta: Como está a sua vida de oração? Tem rezado bastante? Bom, eu espero que sim! Mas deixa eu fazer uma outra pergunta: Como você está praticando as ações do seu orar? Essa você nem precisa responder diretamente para mim. Responda para você mesmo. Desta vez aqui vamos conversar sobre o ORAR e o AGIR. Sabia que esses dois verbos não devem se separar nunca? Se isto não acontece com você, então você precisa realmente ler este texto.

:: Desafio: Gestos concretos para a Quaresma

Cruz (Foto: Shutterstock)

Foto: Shutterstock

Antes, gostaria de contar uma historinha para ilustrar nosso tema. Certa vez, estava um homem atravessando um rio com sua canoa. Ele estava sozinho. Em cada mão tinha um remo. No remo direito estava escrito a palavra orar e no esquerdo a palavra era agir. Este homem estava com dificuldades de chegar até a outra margem do rio, onde era seu destino. Começou a remar. Pegou o remo com a palavra orar, começou a remar...remar...mas ele não conseguia sair do lugar pois somente girava em círculos. Parou. Pegou o remo com a palavra agir. Começou a remar, mas, novamente, ele não avançava e só girava em torno de si. Parou novamente. Pensou e resolveu fazer o movimento com os dois remos. Ao fazer isto, ele conseguiu sair de onde estava e chegou do outro lado da margem, onde ele queria chegar. Foi somente pelo impulso da oração e da atitude que ele conseguiu fazer seu percurso.

Na mentalidade judaica, que é a raiz da Bíblia Sagrada, acredita-se que quando o espírito ora o corpo se move também. Você inclusive já deve ter visto um judeu orando. Ele movimenta seu corpo continuamente. Em outras palavras, ao orar você deve agir. A palavra oração em português nos permite fazer um trocadilho bastante interessante que nos mostra o real sentido desta. Aquele que ora age! Orar sem executar ações concretas, é jogar um amontoado de palavras boca a fora que não nos levam a lugar nenhum.

É uma realidade ver que nossas igrejas até estão com os bancos lotados de pessoas orando, mas que ao acabarem suas preces não colocam em prática aquilo que expressaram em palavra para Deus. Nós praticamos inúmeras ações durante nosso dia, mas você já parou pra pensar quais ações você já praticou hoje que condizem com aquilo que você reza? Meus amigos, acredito que rezar é muito fácil. Não necessita de muita eloquência para entrar em contato com Deus através da oração. Mas pôr em pratica aquilo que se deseja com o espírito é aonde “o bicho pega”.

Estamos vivendo agora o tempo quaresmal. Um período muito favorável para o jejum, oração e retiro. Mas acima de tudo é um tempo em que somos convidados a agirmos. Sairmos da nossa zona de conforto. Irmos ao encontro das nossas preces. Sim, as nossas preces antes de serem rezadas elas existem concretamente, e ao entrarmos em oração devemos nos dispor a ir ao encontro delas. Percebeu o quanto a oração é um compromisso? É disso que é feito o cristianismo, de compromisso!

Vamos utilizar todas as nossas energias de jovem para sermos estas pessoas de oração, que estão ajoelhadas na Igreja, mas ao sair vão ao encontro do outro que precisa ser levantado. Orar e agir esse é ponto!


Escrito por
Everton Lucas (Fotos Everton Lucas)
Everton Lucas

Apresentador e estudante de comunicação.

2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Everton Lucas, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.