Por João Antônio Johas - Jovens de Maria Em Crescendo na Fé Atualizada em 03 ABR 2019 - 14H44

O que é o Céu?

Como gostaríamos de poder responder essa pergunta com exatidão! Mas não podemos saber realmente como será a vida após a morte, a não ser baseando-nos nas palavras que Jesus nos disse sobre o Reino dos Céus. Em suas famosas parábolas sobre o Reino, podemos encontrar aquilo que Deus quis nos revelar sobre essa realidade.

Temos a parábola do tesouro escondido, a parábola da pérola preciosa e a parábola da rede como exemplos. Com toda sua riqueza, podemos descobrir algumas coisas sobre esse Reino que não é desse mundo.

:: O que o Youcat fala sobre o céu?


Parece que enquanto vivemos nesse mundo, o Reino dos Céus é algo que não está à vista de todos, está escondido. Mas é tão valioso que ao ser encontrado, deixa-se tudo para buscar esse tesouro. Da mesma forma, ele parece ser com a pérola mais preciosa pela qual vale a pena vender tudo e adquiri-la. Vemos ainda o Reino como a rede que pesca todo tipo de peixe, mas que separa depois os bons e os ruins. Existem ainda outras parábolas que falam dessa realidade, como a parábola do semeador e das virgens prudentes e imprudentes. Vale a pena meditar em cada uma delas (fica a dica!).

Elas nos dizem que o Reino dos Céus está crescendo, que o devemos buscar, que é valioso. Mas se formos pensar bem, nenhuma parece esclarecer como vai ser, por assim dizer, o dia a dia no céu.

Será que podemos descobrir alguma coisa sobre como é o céu?

Não tenho a menor pretensão de descrever como é o céu. Está muito além das nossas capacidades. Mas Jesus nos disse que lá existem muitas moradas. “Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar (Jo 14 ,2)”. Como entender essas suas palavras? Santo Agostinho vai dizer que nessas moradas cada um encontrará hospedagem em proporção aos seus méritos. Hoje em dia a meritocracia é um tema sensível, mas contando sempre com a Graça de Deus, podemos colaborar mais ou menos para a sua Glória, de acordo com as nossas capacidades e possibilidades. Mas quem estiver nessa morada, estará com Deus.

No Evangelho de Cristo Rei escutamos algo parecido com a parábola da rede. “Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo (Mt 25, 34)”. Para aqueles que deram de comer aos famintos, vestiram os desnudos, acolheram os estrangeiros, ajudaram os doentes e visitaram os presos está prometida a herança do Reino. Em outras palavras, para uma vida verdadeiramente cristã, se seguirá uma eternidade em Cristo.

Sabemos que outas pessoas estão junto a Deus e que não perdem sua individualidade. Maria e os Santos todos estão gozando dessa presença e intercedem por nós desde o céu. Como se dá isso é um mistério. Mas eles estão lá e continuam sendo pessoas como nós. Pouquíssimas conclusões podemos tirar de tudo isso e talvez não valha a pena ficar especulando tanto sobre como será, porque o que pode ser melhor do que aquilo que Deus tem preparado para nós desde a fundação do mundo?

Por outro lado, se ficamos olhando muito para o céu, talvez as palavras do Anjo no começo dos atos dos apóstolos, logo depois da narração da Ascenção de Jesus: “Homens galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir (At 1, 11)”. Essa mensagem os animou a perseverarem na oração e, quando receberam o dom do Espírito, a saírem e proclamar a Boa Nova para o mundo inteiro: O Céu nos espera! Jesus o abriu de novo aos homens!


Escrito por
Irmão João Antônio Johas (Redação A12.com)
João Antônio Johas - Jovens de Maria

Licenciando em Filosofia pela Universidade Católica de Petrópolis, Pós-graduando em Antropologia Cristã pela Universidade Católica San Pablo em Arequipa, Peru.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por João Antônio Johas Leão, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.