Por Jovens de Maria Em Notícias Atualizada em 18 JAN 2018 - 12H32

3 maneiras de tentar se livrar da ‘música chiclete’

52e1dea46f97b

Quantas vezes já não ficamos com aquela música chata na cabeça, repassando um mesmo refrão por diversas vezes... Essa situação irritante já foi explicada pela ciência, e mostra que além de atrapalhar outras atividades, ela é estimulada por diferentes motivos.

De acordo com uma pesquisa da Universidade de Cincinnatti, cerca de 98% das pessoas já ficaram com uma música chiclete “grudada” na cabeça. Outro estudo, feito pela Universidade de Londres, mostra que essas músicas podem ficar em loop nas nossas consciências por diferentes motivos, entre eles o stress, o tédio e as memórias.

O que já sabemos é que o nosso cérebro tem seu próprio sistema de som para o prazer de sua “audição privada”, e também tem “vontade própria”. Por isso, muitas vezes as músicas escolhida por ele não vai de acordo com o nosso gosto musical.

As canções que ficam em nossa cabeça tendem a terem a batida e a melodia simples. Por isso muitas vezes o que fica em nossa cabeça não é a canção inteira, mas apenas um trecho. Assim, nossos circuitos neurais entram em loop e pensamos nisso sem parar.

Mas, quando isso acontece, nem tudo está perdido. Existe algumas formas tentar mudar essa situação desconfortável. Confira:

 

annoysoundsOuça a música chiclete inteira - Enfrente a situação e tente tornar esse comportamento compulsivo um pouco menos irresistível. Essa é uma teoria não estudada cientificamente, mas quem sabe não funcione?!

Substitua a música chiclete -  Há quem diga que substituir é a melhor forma de esquecer. Então, escute outra música de batida e melodia simples, com um potencial equivalente para grudar na sua mente.

Tente se distrair – Um quebra-cabeça, um livro ou um filme podem te distrair. Tente aquilo que mais lhe agrada, quem sabe dê certo.

 

Caso nada funcione, simplesmente desista de tentar e espere. Com o tempo você esquece. Ou uma nova música-chiclete grudará em você.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.