Por Jovens de Maria Em Notícias Atualizada em 29 MAR 2018 - 18H27

9 curiosidades sobre a Páscoa

shutterstock
shutterstock

1. A palavra "Páscoa" vem do hebraico

A origem da palavra "Páscoa" é hebraica. Vem de "Pessach", que significa "Passagem". A festa comemora um marco na história do povo judeu: a travessia do mar Vermelho ao se libertar de um longo período de escravidão no Egito. Com este sentido, a Páscoa foi instituída no ano de 1513 a.C. Antes disso, a data era utilizada pelos povos que habitavam a bacia do Mediterrâneo para prestar sacrifícios de gratidão aos deuses pela colheita, que ocorria na primeira lua cheia da primavera. 

2. A Páscoa dá origem à data de todas as festas no calendário

É a partir da Páscoa que todas as outras datas do calendário são estabelecidas. Os cristãos passaram a festejá-la no primeiro domingo depois da primeira lua cheia do outono (no hemisfério sul). Dois dias antes do domingo de Páscoa é a Sexta-Feira Santa. Quarenta dias antes é a Quarta-Feira de Cinzas e, portanto, 43 dias antes, o Carnaval.

3. A diferença entre Domingo de Ramos e Domingo de Páscoa

Jesus foi crucificado e sepultado numa sexta-feira, mas ressuscitou na madrugada do domingo. O domingo anterior ao dia da Páscoa é o domingo de Ramos, quando se celebra a entrada de Jesus em Jerusalém.

4. No Hemisfério Norte a Páscoa era uma festa pagã

No Hemisfério Norte, a Páscoa é comemorada no início da primavera e também celebra o fim do inverno, a volta da vida. Segundo o historiador Venerável Bede, do século 8, o próprio nome inglês para a celebração, Easter, deriva de Eostre, deusa anglo-saxã do amanhecer. Ambas as palavras representam o renascimento: depois da escuridão, a restauração.

5. O Domingo de Ramos

O Domingo de Ramos marca o início da Semana Santa. A data recebeu este nome em referência ao trecho bíblico que narra a visita de Jesus Cristo a Jerusalém poucos dias antes de sua crucificação. Ao saber que Cristo estava próximo da cidade, a população cortou ramos de árvores, ramagens e folhas de palmeiras para recebê-lo. Ele entrou no lugar no dia seguinte, montado em um jumento, e foi recebido com o abanar de folhagens e os clamores de "Rei dos Judeus", "Hosana ao Filho de Davi" e "Salve o Messias". A manifestação causou muita inveja nos poderosos da região, que começaram a se organizar para condenar Jesus à morte.

6. A Páscoa depois de Cristo

Com a crucificação e ressurreição de Jesus Cristo, a Páscoa ganhou um terceiro significado: a passagem da morte para a vida. Os cristãos utilizam a comemoração para relembrar a imolação do Filho de Deus, que com seu sacrifício livrou os homens dos pecados. A libertação, que para os judeus foi física, se tornou também espiritual.

7. A Páscoa para os judeus

A Páscoa judaica, ou Pessach, é comemorada no 14º dia de Nissan (mês do calendário lunar, que é o seguido pelos judeus). Diferentemente da Páscoa cristã, a festa relembra a libertação dos hebreus de um longo período de escravidão no Egito. Uma série de rituais marcam a festa, celebrada durante 8 dias. Entre eles figura o Seder, um banquete no qual é recontada toda a história da fuga do Egito. Esta refeição inclui uma série de alimentos com função simbólica.

8. De onde surgiu a troca de ovos

O costume de se trocar ovos na Páscoa começou nos primórdios da tradição da data. Mas a substituição dos ovos de verdade pelos de chocolate veio só no século 19, primeiramente na Alemanha. O ovo é um símbolo de nascimento, de renovação da vida - o mote da celebração da Páscoa.

9. A páscoa para os cristãos ortodoxos

Os cristãos ortodoxos na Etiópia celebram a Páscoa de uma a duas semanas após a igreja ocidental, sendo que às vezes as datas coincidem. A Fasika (Páscoa) tem oito dias de jejum de carne e laticínios.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.