Por Jovens de Maria Em Notícias Atualizada em 01 NOV 2018 - 10H08

Cantor Diego Fernandes dá dicas para músicos e compositores

 

 

Diego Fernandes

Hoje, 15 de janeiro, é o dia mundial do compositor. Para celebrar a data, convidamos o cantor e compositor Diego Fernandes para dar dicas para quem está entrando agora no mundo da música católica e quer dedicar a sua vida a evangelização.

Sabemos que compor não é uma tarefa fácil. É preciso ter muita inspiração e dedicação, e, sobretudo, caminhar com fé. Diego Fernandes sabe muito bem disso – seu sucesso foi alcançado com muito estudo e esforço -, por isso, hoje, ele é referência para muitos jovens.

Pensando nisso, o Jovens de Maria pediu para que ele desse conselhos sobre música e composição. Ficou interessado? Então anote aí!

Dicas de composição, por Diego Fernandes:

- Não domine a música, mas deixe a música dominar você

“A música não tem hora para acontecer. A gente precisa se valer de alguns instrumentos.”

- Coloque-se em oração, em silencio, e peça o auxílio do Espírito Santo

“O Espírito Santo nos inspira e ilumina nossa inteligência”.

- Faça a leitura de outras músicas

“Fazer leitura de outras músicas, de letras de compositores, não só católico, mas de música popular também. Estude poesia para aprender rimas diferentes”.

- Compre um dicionário analógico da Língua Portuguesa

“É importante para a pessoa ampliar a gama de concordância, de rimas, e melhorar o português”.

- Estude gramática

“Quem escreve música, obrigatoriamente precisa estudar a gramática da Língua Portuguesa. Precisa ler muito.”

- Estude o catecismo da Igreja Católica

Como treino, Diego sugere começar a “musicar letras de poesias de santos e de salmos”.

- Leia a Bíblia

“E um momento ou outro você pode fazer uma analogia, citar a bíblia”, explica.

- Fique atento à natureza e ao dia a dia

“Muitas músicas que eu fiz foi diante do Sacrário, então adore ao Senhor. Uma das músicas mais conhecidas que eu fiz foi depois de um acidente. Eu estava andando de skate e veio um refrão. Então, quando vier um refrão, vier alguma ideia na sua cabeça, grave na hora. Qualquer celular tem um gravador simples”.

- Conheça o seu público-alvo

“Estude o público que você quer atingir, e encontre dentro deste público o seu estilo musical”

- Busque uma identidade musical, não queira fazer cópia de ninguém

“Uma coisa é você ter referência, é importante você ouvir várias tendências musicais”, afirma Diego.

- Criar, não plagiar

“Basear-se em algumas referências, mas criar, não plagiar. O Espírito Santo é criativo.”

- Converse com alguém mais experiente

“Contate alguém mais velho, com experiência, e escute as dicas. Muitas vezes a interferência é para aprimorar, para melhorar o trabalho”.

- Passe essa letra para, no mínimo, 3 avaliadores diferentes

“Entregue também para uma pessoa que possa avaliar você sem medo. Amigo de verdade é aquele que não só elogia, mas que fala a verdade”.

- Depois de compor a música, registre

“Há vários casos de pessoas que roubam música uma das outras, e na Igreja também já aconteceu isso. Então, terminou de fazer a música, é importante registrar a letra no cartório ou no site da Biblioteca Nacional”, reforça Diego.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.