Por Jovens de Maria Em Notícias Atualizada em 24 JUL 2019 - 13H32

Rosa de Saron celebra 30 anos de carreira em Aparecida


galeria de fotos


 

tenda JM

A alegria foi presença garantida na Tenda JM que contou com uma edição ao vivo do Fala ComPadre, seguido do Game Shekinah e muita animação com o Movimento Tribo.

Os jovens puderam interagir com perguntas abertas para os padres da Comissão Jovens de Maria, Marcelo, Reinaldo e Lucas Emanuel. As perguntas giravam em torno de temas bastante marcantes. Os padres se revezaram para atender as questões e foi um momento de aprendizado para todos. 

“Essa aproximação do jovem com os padres foi muito interessante. A gente pode perceber através das perguntas que o jovem tem sede de viver uma fé sadia e caminhar com Jesus e foi um momento de enriquecimento tanto para os jovens quanto para nós padres. Essa proximidade só nos enriquece e nos mostra o valor de ter o jovem perto para poder ajudá-lo a a viver a fé”, disse padre Lucas. 

padre Marcelo Magalhães, que acompanha o JM de pertinho, lembrou que o Shekinah quis ser uma oportunidade de aproximação entre o jovem e Deus em todas as atividades propostas nesse evento. 

"A gente quis oferecer ao jovem a possibilidade de uma experiência de encontro e proximidade com Deus, porque o mundo anda distanciando o jovem da presença de Deus. Aqui na tenda, o jovem mostrou nas perguntas as suas inquietações e tudo que ele está vivendo no mundo lá fora, no seu trabalho, na escola, e em tudo o que ele vê e percebe a sua volta. E aqui ele pode perguntar o que a Igreja pensa sobre tudo isso, porque ele é cristão e quer acompanhar a sua Igreja", frisou.

Entre os jovens, Mateus Henrique de 15 anos, de Guaratinguetá (SP), disse que o momento de interação na tenda ofereceu a oportunidade de esclarecer dúvidas que os jovens muitas vezes tem vergonha de perguntar. "Outras pessoas perguntando e os padres respondendo foi muito bom. Muitas das perguntas feitas aqui, são assuntos que a gente quer saber mas tem vergonha de perguntar", contou. 

O Game Shekinah movimentou a galera que estava na tenda com diversos jogos. O produtor da TV Aparecida, Will Domingos acompanhado da Laura animaram a juventude. O momento contou ainda com uma encenação da Comunidade Shalom sobre o papel do jovem como discípulo e missionário! 


missa rosa de saron

Gustavo Cabral
Gustavo Cabral
Rosa de Saron celebra 30 anos de carreira na Missa do evento Shekinah 2018

A Missa da Juventude durante o Shekinah 2018 contou com a presença da banda Rosa de Saron, que veio celebrar os 30 anos de carreira. 

O quarteto formado por Guilherme Sá, Wellington Greve, Eduardo Faro e Rogério Feltrin se reuniu no Altar do Santuário Nacional para agradecer a trajetória percorrida nestas três décadas. 

A missa foi presidida pelo Padre Marcelo Magalhães e contou com a presença dos padres da Comissão JM, padres que estavam em visita ao Santuário e ainda o Padre Bruno Franguelli, amigo da banda Rosa de Saron, que fez a homilia. 

Padre Bruno refletiu a partir da liturgia, que o fracasso faz parte da vida humana e principalmente, cristã. Se na vida todos temos a chance de ter momentos de plena alegria, também existirão momentos onde o fracasso aparecerá. "O fracasso é uma oportunidade, uma escola de vida. Por meio do fracasso entendemos que somos humanos. Nas situações difíceis é preciso olhar para o alto e seguir adiante". O religioso jesuíta fez então uma relação com a trajetória da banda Rosa de Saron. "Há 30 anos vocês cantam nossas histórias de luta e de fracassos. Vocês distribuíram máscaras de oxigênio e curaram tantos", disse o religioso ao se dirigir aos integrantes da banda. 

Rogério Feltrin conversou com o JM e contou o que a banda quis celebrar em Aparecida nos seus 30 anos. "Quando a gente para pra celebrar uma trajetória acima de tudo a gente faz uma revisão, uma recordação da sua própria história, dos seus fracassos e também das suas vitórias. Pra gente fazer isso diante de Deus e diante de Nossa Senhora Aparecida foi um privilégio que nos foi concedido e que a gente vai ser grato pra sempre", disse. 

Gustavo Cabral
Gustavo Cabral
Rosa de Saron celebra 30 anos de carreira na Missa do evento Shekinah 2018

Ao recordar as três décadas, Eduardo Faro falou sobre o tempo de Deus ao longo da caminhada da banda. "Nós eramos garotos tocando num grupo de oração, que tinham como sonho tocar no 'barzinho de Jesus'. Pensar como Deus foi maturando o coração da gente para um mundo que a gente nem sequer esperava. Hoje, eu ajoelhava ali no altar e lembrava do passado; as primeiras notas, e o presente, a gente cantando do outro lado do mundo na Ásia. Então, isso prova que Deus é tudo, porque pela nossa incompetência, a gente não tem talento, a gente não tem nada, a gente só se colocou a disposição e Deus completou tudo", celebra. 

Após a missa, a  banda se apresenta na Tribuna Dom Aloísio Lorscheider, onde recebe convidados especiais. "Trouxemos a estrutura do show inteira para fazer esse show aberto e gratuito, e com certeza será uma grande festa!", celebrou Wellington Greve.  

show 

A partir das 20h, você acompanha ao vivo pelo Facebook do Jovens de Maria o Show especial 30 anos da Banda Rosa de Saron.



galeria de fotos


 

terço JM

O segundo dia começou com a oração do Terço. A juventude se reuniu no entorno do Monumento dos 300 anos do encontro da Imagem, às 8h da manhã, para rezar os mistérios gozosos. A cada contemplação, os participantes foram convidados a refletir os mistérios da vida de Jesus e de Maria. A música foi conduzida pelo cantor Jonas Marcelino e durante todo o momento de oração os participantes puderam colocar suas intenções que, posteriormente, foram apresentadas a missa das 10h.


missa da juventude


A Celebração Eucarística deste domingo marcou o envio da Juventude. Foi o momento de designar aos jovens que, ao voltarem para a casa, sejam multiplicadores das experiências vividas no Santuário e possam no seu dia a dia serem modelos aos outros.

Durante a homilia, o diretor espiritual do Jovens de Maria, Padre Marcelo Magalhães questionou a juventude, perguntando a eles se Deus era o centro de suas vidas ou se outra coisa estava ocupando este lugar. Ele ressaltou que é preciso mergulhar no universo da profecia e do testemunho, e que, para isso, é necessário que saibamos respeitar ao próximo no nosso cotidiano.

Fazendo referência a Arte da Cúpula do Santuário Nacional, o redentorista apresentou a essência de Shekinah e como Deus se manifesta em nossas vidas. Padre Marcelo ainda acrescentou que Deus habita naquele coração que se faz puro. “Permita que o Shekinah desça até você”, sublinhou.

Por último, ele deixou o convite para que os que participaram destes dois dias de evento façam a experiência da Casa de Maria e aprendamos com Ela a fazer a vontade de Deus. “Volte para a casa testemunhando a experiência que você teve aqui. Não desperdice o seu tempo com as coisas que não sejam a experiência desta Casa. Peça a graça do Shekinah na sua vida”, convocou.

Um momento de Adoração ao Santíssimo encerrou o Shekinah. Cinco participantes representaram todos os jovens que passaram pelo Santuário Nacional e cada um deles deixou uma intenção diante do altar.

Os textos, fotos, artes e vídeos do A12 estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. 
Não reproduza o conteúdo em outro meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização expressa do A12 (contato@a12.com).

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.