Por Jovens de Maria Em Revista JM Atualizada em 18 SET 2018 - 15H41

Entenda os sistemas eleitorais e de voto no Brasil

Com a proximidade das eleições 2018, a Revista JM explica sobre os Sistemas Eleitorais, pra gente entender bem qual caminho nosso voto faz até um candidato ser eleito. Se liga!

Sistemas eleitorais são as formas como os votos do povo são somados, para que seus representantes sejam considerados eleitos. Diversos países do mundo utilizam vários tipos de sistemas nas eleições. Alguns deles, como o Brasil, possuem sistemas mistos, ou seja, para cada cargo valem regras diferentes.


Existem duas principais famílias de sistemas eleitorais: as majoritárias e as proporcionais.

• No sistema majoritário, vence quem tem mais votos.

• No proporcional, as vagas tendem a ser divididas proporcionalmente, de acordo com a votação de cada partido.

Além das 2 famílias, ainda há várias formas dentro de cada uma delas.


SISTEMAS MAJORITÁRIOS

Distrito de Membro Único: O candidato mais votado vence. Pode ser por distrito ou nacional, mas são eleitos, mesmo sem ter recebido mais de 50% dos votos.

Sistema de Dois Turnos: quase igual ao modelo acima, mas, se o candidato não obtiver mais de 50%, haverá 2º turno, com nova eleição. Mas aí, só com os dois candidatos mais votados (este é o sistema como escolhemos, no Brasil, o presidente, os governadores e prefeitos).

Voto Suplementar: Esta modalidade geralmente é realizada quado ocorre algum problema com os candidatos na eleição regular (condenação eleitoral ou criminal, abuso de poder político, compra de votos, cassação de mandato, entre outros casos). É um misto das duas opções anteriores, porém tudo se resolve em um só turno, onde o eleitor escolhe a primeira e a segunda opção. Se nenhum deles atinge 50% do total, são contados os votos dados aos dois candidatos mais votados. Então, verifica-se quem foi o mais votado como segunda opção entre os dois e, só então, este é declarado eleito. Seria como "um segundo turno diferente". É um processo mais barato que as eleições regulares.

 'Distritão': O território é dividido em distritos, de acordo com o número de habitantes e a quantidade de vagas no Parlamento, na Câmara dos Deputados ou no Senado, dependendo do país. Neste sistema, se vota nas pessoas do distrito e os mais votados nominalmente, independentemente dos partidos, são os eleitos.

Distrital Plurinominal: É como o anterior, também por distritos, mas você pode votar em mais de um candidato (o Brasil adota esse modelo a cada oito anos, para as eleições dos senadores).

Preferencial: O eleitor ordena os candidatos de acordo com suas preferências. Pontos são atribuídos e o candidato com maior soma de pontos é eleito.

Alternativo: Semelhante ao sistema preferencial; porém, como se exige mais de 50% de votos, caso nenhum candidato consiga, os votos do menos votado são distribuídos aos demais, de acordo com a segunda preferência.


SISTEMAS PROPORCIONAIS:

Voto em lista: São feitas as listas dos candidatos por partidos e o voto dado ao candidato também vale ao partido. Alguns partidos bem votados podem ter mais candidatos eleitos que os votados só em sistema de maioria (esse é o modelo adotado no Brasil atualmente para a eleição de deputados federais, deputados estaduais e vereadores).

Lista fechada: o eleitor vota em partidos, sendo que a lista já está feita antecipadamente.

Lista aberta: o eleitor pode votar em candidato e/ou no partido, sendo a lista definida a partir desta mescla.

Voto único transferível: O eleitor vota ordenando os candidatos e/ou partidos, conforme sua preferência. Obtendo o número de votos necessários, já é eleito. Havendo vagas restantes, a segunda opção é acionada.

DEBATE DE APARECIDA - Promovido pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o Debate Aparecida acontece no dia 20 de setembro, às 21h30, na arena do Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida, no Santuário Nacional.

A Rede Aparecida de Comunicação (Rádio e TV e Portal A12.com) fará a transmissão simultânea pelas emissoras de rádio e televisão católicas, além de portais de internet.


1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Revista JM

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.