Notícias

Acordo entre Justiça Eleitoral e redes sociais tentam frear notícias falsas nas eleições

Escrito por Rádio Aparecida

18 FEV 2022 - 14H14 (Atualizada em 18 FEV 2022 - 18H09)

Faltando 8 meses para as eleições, a Justiça Eleitoral tem um grande desafio de tentar conter a divulgação de notícias falsas. Recentemente o Tribunal Superior Eleitoral formalizou um acordo com as redes sociais para combater a desinformação.

O acordo prevê que as plataformas digitais devem criar filtros para identificar a informação falsa e retirar o conteúdo que violar as regras. Também são desenvolvidas medidas para levar informações oficiais sobre o processo eleitoral aos usuários. O cientista político e presidente da Comissão de Direito Eleitoral da OAB de Taubaté (SP) Marcos Limão ressalta que o acordo é positivo para combater a desinformação.

O Telegram ficou de fora do acordo. Segundo o cientista político, a atitude da empresa que não tem representante legal no Brasil pode prejudicar o trabalho de combate à informações falsas. Ele diz ainda que o Brasil não está preparado para frear a disseminação de informações falsas nas eleições.


Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Receba novidades

Cadastre seu e-mail e receba notícias diariamente

Parabéns, seu cadastro foi efetuado com sucesso!
Você deve receber nossas novidades em breve.

Ops, tivemos um possível erro no cadastro de seu e-mail.
Tente novamente por favor.

Tentar novamente
Facebook

Boleto

Carregando ...

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...