Por Rádio Aparecida Em Notícias

CNBB repudia regras que facilitam trabalho escravo e negociação para salvar Temer de investigação


Uma dura nota assinada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) critica o balcão de negócios que se instalou no Palácio do Planalto para que o Presidente Miche Temer conseguisse se ver livre da investigação pelos crimes de obstrução de justiça e organização criminosa.

O Secretário Geral da CNBB, Dom Leonardo Steiner disse que a barganha na liberação de emendas parlamentares é uma afronta ao povo brasileiro.

"Se houve diálogo, se houve barganha, nós não sabemos dizer, porque nós lá não estávamos para ouvir e fazer averiguação, mas causa muita estranheza que justamente nesse momento da segunda tentativa de levar o Presidente ao Supremo Tribunal Federal para averiguar se realmente tem culpa ou não tem culpa, que aconteça o decreto que diminui a força do combate ao trabalho escravo", disse Dom Leonardo.

O Vice-presidente da CNBB  Dom Murilo Krieger, disse que com ordem e sem baderna os brasileiros precisam ganhar as ruas para protestar contra a corrupção.

Confira mais informações com Romoaldo de Souza.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.