Por Beatriz Nery Em Notícias

Desafios da igreja: combate ao trabalho escravo pela educação

Fernando Marinho
Fernando Marinho

Leia MaisDesafios da Igreja: entenda a raiz do trabalho escravo na sociedadeDesafios da Igreja: entenda o que caracteriza trabalho escravoRádio Aparecida reproduz especial sobre trabalho escravo do "Desafios da Igreja"No combate ao trabalho escravo, o estado de Tocantins faz ações de prevenção e combate lideradas pela Igreja por meio da Comissão da Pastoral da Terra. Evandro Rodrigues, coordenador da CPT no estado explica como ela atua.

“Tem atuação muito mais forte no campo da prevenção a partir de processos formativos com diversos atores da sociedade civil, identificação de grupos em situação de vulnerabilidade para realizar um processo formativo justamente para tentar desnaturalizar esse processo que é a escravidão”.

Junto da comissão, o projeto “Escrevo nem pensar” em desenvolvimento junto da Ong Repórter Brasil que tem atuação específica nas escolas. Natalia Suzuki, coordenadora do programa, conta a intenção do projeto.

“No começo, em 2004 quando o programa foi fundado, os casos de trabalho escravo eram mais frequentemente encontrados na região norte e nordeste, o programa focava nessas regiões pela quantidade de trabalho escravo que eram encontrados naquela época. A ideia é ser nacional”.

Uma das escolas em que o trabalho vem sendo desenvolvido fica em Muricilândia, Tocantins. 130 alunos do 4º ao 9º ano do ensino fundamental participam.

Ouça reportagem completa de Talita Galvão com trabalhos técnicos de Marcos Prado:

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Beatriz Nery, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.