Notícias

Governo pode ter que descartar quase 7 milhões de testes de Covid-19

Escrito por Rádio Aparecida

25 NOV 2020 - 13H58 (Atualizada em 25 NOV 2020 - 14H41)

Shutterstock teste covid-19 (Shutterstock)

Ouça a reportagem ou, se preferir, leia:

Reportagem do jornal "O Estado de São Paulo" revelou que o Ministério da Saúde armazena em São Paulo um estoque com quase 7 milhões de testes para a Covid-19 que podem perder validade até janeiro de 2021. Segundo a publicação, os exames são do tipo RT-PCR e estão estocados em um galpão em Guarulhos. Os testes custaram R$ 290 milhões à União.

O presidente Jair Bolsonaro disse que a culpa é de estados e municípios, mas o Ministério da Saúde não deu mais detalhes.

Nesta semana, a comissão externa criada pela Câmara dos deputados para acompanhar informações sobre a Covid-19 cobra providências a respeito do estoque parado. A deputada Carmen Zanotto (Cidadania - SC), disse que é fundamental entender as razões que levaram o estoque a ter a destinação correta.

Para a deputada, neste momento, mais importante que encontrar culpados é dar a destinação correta e rápida aos testes.

🔊 Interessou o assunto da reportagem? Compartilhe com seus conhecidos!
Utilize os facilitadores de compartilhamento abaixo do título!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.