Por Rádio Aparecida Em Notícias Atualizada em 27 OUT 2020 - 15H01

Obrigatoriedade da vacina de Covid-19 no Brasil deve ser decidida na justiça

Shutterstock
Shutterstock


Ouça o podcast ou, se preferir, leia:


No Brasil é lei, mesmo que o descumprimento não tenha punições graves: o Ministério da Saúde pode determinar a obrigatoriedade de vacinas, dependendo do risco sanitário. Porém, o presidente Jair Bolsonaro causou mais uma polêmica ao afirmar recentemente, que, segundo a pasta, a vacina contra a Covid-19 não será obrigatória no país.

No momento em que o Brasil possuir um imunizante para a Covid-19, é provável que a decisão da obrigatoriedade da vacinação seja votada pelo Supremo Tribunal Federal, já que as divergências em torno de questões importantes sobre a vacina, como compra, aprovação e aplicação compulsória envolvem o Governo Federal e os governos estaduais e municipais, numa disputa que, além da saúde, envolvem também interesses políticos e ideológicos, como analisa Dra. Mérces da Silva Nunes, advogada especialista em Direito Médico.

Para a especialista, ao ser votada no STF, o princípio que deverá prevalecer, perante um vírus altamente fatal, é a garantia de que o interesse coletivo esteja acima do interessa individual.

Mesmo sem obrigatoriedade, votação na eleição dos EUA pode bater recorde de participação da população

Made360
Made360


Ouça o podcast ou, se preferir, leia:

Faltando praticamente uma semana para a eleição presidencial nos Estados Unidos, quase 60 milhões de norte-americanos já votaram antecipadamente. 40 milhões votaram pelo correio e cerca de 20 milhões presencialmente. O número equivale a 43,1% de todos os votos da eleição de 2016.

Com isso, alguns especialistas preveem que um recorde de 150 milhões de votos pode ser batido e a taxa de participação na eleição pode ser a maior desde 1908. E isso tudo, lembrando que o voto não é obrigatório.

Guilherme Guimarães, professor da universidade Anhembi Morumbi, analisa o porquê dessa mobilização dos americanos:

– A participação dos eleitores no pleito, mostra a força da democracia nos EUA?

– O processo eleitoral favorece esse número?

- A eleição presidencial nos EUA funciona de maneira bastante peculiar e é definida pelo Colégio Eleitoral. Nesse sistema, cada estado ganha um peso, de acordo com o tamanho de sua população, e não necessariamente ganha quem recebe mais votos. E se der empate?


🔊 Gostou dessas reportagens? Compartilhe com os amigos e ouça mais conteúdos!
Na parte superior da página (logo abaixo do título) clique no botão do WhatsApp ou das demais redes sociais.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Receba novidades

Cadastre seu e-mail e receba notícias diariamente

Parabéns, seu cadastro foi efetuado com sucesso!
Você deve receber nossas novidades em breve.

Ops, tivemos um possível erro no cadastro de seu e-mail.
Tente novamente por favor.

Tentar novamente
Facebook

Boleto

Carregando ...

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...