Por Rádio Aparecida Em Notícias Atualizada em 16 JUL 2020 - 14H33

Onda de migração ao Nordeste tem motivações diversas após pandemia

Shutterstock
Shutterstock

Ouça a reportagem ou, se preferir, leia:

Brasileiros que um dia foram para as grandes cidades em busca de uma vida melhor estão agora retornando para a sua terra natal, seja pelo aumento do desemprego ou por medo da Covid-19Muitos nordestinos, por exemplo, já retornaram para os seus municípios de origem. 

Tâmara Moreira e seu esposo Gabriel estão entre aqueles que tiveram de interromper o sonho de uma vida melhor por conta da pandemia.

Após 6 anos vivendo em Mairiporã (SP), eles já até haviam pensado em voltar, mas agora desempregados, o retorno foi precisou ser antecipado. Eles chegaram há pouco mais de um mês na Bahia e contam no momento com ajuda de familiares.

Gabriel já havia se acostumado em São Paulo, e disse que, já sente saudade! Ele espera voltar quando tudo isso passar.

Para José Eustáquio Diniz Alves, doutor em demografia que trabalhou no IBGE por mais de 15 anos, o perigo do retorno dos nordestinos, neste momento, às suas cidades de origem, é que muitos podem ter ido contaminados pelo novo coronavírus, o que pode ter aumentado significativamente o número de casos nessa região do país.

Com muito conhecimento de causa, ele ressalta que esta não é a primeira vez que este êxodo ocorre em massa no país. Dr. José Eustáquio esclarece o fenômeno da migração de retorno.


Iniciativa popular propõe 14° salário para aposentados e pensionistas

Shutterstock
Shutterstock

Ouça a reportagem ou, se preferir, leia:

A iniciativa da proposta foi do advogado Sandro Gonçalves, por meio do portal e-cidadania. Ele argumentou que aposentados e pensionistas do INS, já receberam adiantado o décimo terceiro salário de 2020, para enfrentar o início da crise causada pelo novo coronavírus. Agora, em dezembro, eles não vão receber o benefício, como explicou o advogado.

A sugestão legislativa recebeu mais de 30 mil apoios e foi apresentada como projeto de lei pelo presidente da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa, senador Paulo Paim (PT-RS). Segundo ele, mesmo antes da pandemia, mais de 10 milhões já dependiam da renda de idosos para sobreviver. Agora, com a crise de Covid-19, esses recursos são essenciais para as famílias.

Segundo a proposta, o abono será pago ao segurado e dependentes da Previdência Social que receberam, em 2020, auxílio por acidente, doença ou reclusão, aposentadoria ou pensão por morte. As ideias legislativas podem ser apresentadas por qualquer cidadão no portal e-cidadania. Caso no prazo de quatro meses conseguir mais de 20 mil apoios, a proposta é encaminhada à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa para análise. E se aprovada na comissão, passa a ser discutida no Congresso Nacional como projeto de lei.


:: Compartilhe com os amigos!
Na parte superior da página (logo abaixo do título) clique no botão do WhatsApp ou das demais redes sociais.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Receba novidades

Cadastre seu e-mail e receba notícias diariamente

Parabéns, seu cadastro foi efetuado com sucesso!
Você deve receber nossas novidades em breve.

Ops, tivemos um possível erro no cadastro de seu e-mail.
Tente novamente por favor.

Tentar novamente
Facebook

Boleto

Carregando ...

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...