Por Ivana Magda Em Notícias

Os tipos de alface

dicas_da_ivana_25_10

Alface crespa – é rica em fibras, ajuda na digestão e no bom funcionamento do intestino, além disso, apresenta pequenos teores de minerais, como o cálcio e o fósforo.

 

Alface roxa – possui mais antocianina que as alfaces comuns, além de um maior teor de antioxidantes, substâncias que ajudam no combate ao envelhecimento.

 

Alface lisa – é a mais consumida, possui as folhas soltas, macias e um sabor suave.

 

Alface mimosa – possui as folhas com a borda muito entrecortada, parecendo com os dedos de uma mão. É um dos tipos de alface mais delicada.

 

Alface romana – possui folhas verde-escuras, longas e crespas que formam uma cabeça de folhas soltas. É muito utilizada em saladas e em lanches.

 

Alface americana – possui a cabeça compacta. O seu valor nutritivo é menor do que o de outros tipos de alfaces e folhas, é muito usada em lanches.

 

Os valores nutricionais

            Possui um teor calórico muito baixo e um alto valor nutritivo, é composta de muita água e rica em carboidratos, fibras e proteínas. É uma excelente fonte de vitaminas e minerais, como as vitaminas K, A, C, B1, magnésio, crômio, potássio, ferro, cálcio, proteínas entre outros nutrientes.

 

Os benefícios e propriedades

            A alface é rica em nutrientes e clorofila, possuindo assim a função de alcalinizar e desintoxicar, principalmente o fígado. Entre seus componentes está uma substância chamada lactucina, um composto que possui efeito calmante e relaxante que ajuda até mesmo em casos de insônia.

            O ácido fólico presente na alface atua na síntese dos neurotransmissores como a serotonina, dopamina e noradrenalina. Quando em quantidade adequada em nosso cérebro, ajuda a regular as sensações de ansiedade.

            Por ser rica em fibras, ajuda o intestino a trabalhar. Uma dessas fibras é a pectina, que forma um gel que quando entra em contato com a água do bolo alimentar, permite que a glicose seja liberada de forma mais lenta, evitando picos elevados na glicemia do sangue. Deste modo, é possível prevenir e controlar diabetes do tipo 2 e também impedir a sensação de satisfação rápida e superficial causada pelo açúcar.

            Esse vegetal auxilia ainda na perda de peso, fortalece os ossos, mantém a pele macia e radiante, protege dos radicais livres, previne rugas, previne a degeneração macular, melhora a saúde dos olhos, previne a anemia e ajuda a neutralizar a acidez no corpo.

 

Fonte: Benefícios naturais

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Ivana Magda, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.