Notícias

Por que as pessoas amasiadas não podem comungar?

Escrito por Rádio Aparecida

27 JUL 2021 - 11H05 (Atualizada em 27 JUL 2021 - 13H29)

fizkes/Shutterstock casal  ( fizkes/Shutterstock)

Casais amasiados, ou seja, que moram juntos e não possuem o vínculo oficializado pelo Sacramento do Matrimônio, possuem dúvidas sobre não poderem participar do banquete do Senhor, a comunhão.

A ouvinte Rose Maria Santos, da cidade de Campinas (SP), foi batizada pela Igreja Católica, é amasiada e mãe de um casal de filhos. O sonho dela é se casar, mas o companheiro não compartilha da mesma vontade. Sua dúvida é:

“Por que as pessoas amasiadas não podem comungar?”

Ouça a reposta abaixo:

Leia Mais Casamento não é um 'puxadinho'Padre Zezinho explica sobre pontos importantes do casamentoPadre Rubens explica porque casamentos não duram mais

Padre Carlinhos afirma que o impedimento da comunhão eucarística para casais amasiados vai muito além de uma mera questão normativa, mas é uma realidade evangélica que tem como fio condutor o princípio da indissolubilidade matrimonial e a unidade.

- A indissolubilidade é a impossibilidade da dissolução do vínculo conjugal, a não ser por morte de um dos cônjuges,

- A unidade é a impossibilidade de uma pessoa ficar ligada simultaneamente por dois vínculos conjugais, é o amor pleno dedicado a uma única pessoa através do Sacramento do Matrimônio.

A proibição à comunhão eucarística está fundada também em duas outras razões: de caráter doutrinal, a quebra ou ausência da manifestação do compromisso do vínculo e de caráter pastoral, o perigo de criar confusão no entendimento do verdadeiro sentido do matrimônio cristão.

Apesar disso, o padre deixa claro que mesmo o casal vivendo de maneira irregular e não podendo receber a Santa Eucaristia, jamais devem se sentir excluídos ou separados da Igreja. “O casal deve participar da vida da comunidade eclesial, ouvindo a palavra de Deus, frequentando o sacrifício da Santa Missa e buscando a comunhão espiritual, perseverando na oração, ajudando as obras de caridade e educando os filhos na fé cristã”, conclui.

:: Acompanhe mais dúvidas religiosas aqui!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.