Por Rádio Aparecida Em Notícias Atualizada em 17 FEV 2020 - 13H19

Significado dos Santos Óleos: unção de Deus aos fiéis




Ouça o podcast ou, se preferir, leia a matéria:

Os Santos Óleos marcam a presença de Deus sobre os seus escolhidos e são utilizados como bençãos em momentos específicos da Igreja: 
no Batismo, na Crisma, na Unção dos Enfermos e em ordenações.

O óleo é usado como sinal de unção há muito tempo e é utilizado em momentos da Igreja muito específicos. A dúvida do José Roberto Pereira de Cajamar (SP) é para entender o significado dos óleos e de suas funções.

Desde o Antigo Testamento, a presença do Óleo perfumado para marcar a presença, a pertença e a benção de Deus sobre os seus escolhidos, os seus eleitos, já existia. A expressão ‘óleo da unção’ aparece por mais de 20 vezes na palavra de Deus.

Esse óleo é o mesmo que era derramado na cabeça do sumo sacerdote e seus descendentes, como também para marcar o altar, o candelabro, as mobílias e os instrumentos do holocausto no templo.

Uso dos Santos Óleos

Ainda hoje, os Santos Óleos são abençoados e usados nos Sacramentos. Na Quinta-Feira Santa na missa da Unidade, existe um rito próprio para benção destes óleos.

A partir daí, em diversos momentos litúrgicos e sacramentais o óleo é utilizado. O óleo do Catecúmeno concede força do Espírito Santo àqueles que serão batizados, para que possam ser lutadores de Deus ao lado de Cristo, contra o espírito do mal.

Há também o óleo dos enfermos, que é um sinal utilizado pelo Sacramento da Unção dos Enfermos que traz o conforto e a força do Espírito Santo para doente no momento do seu sofrimento, em que é ungido na fronte e na palma das mãos e ouve a oração do Sacerdote ao fazer esta unção:

“Por esta Santa Unção e pela sua infinita misericórdia,
o Senhor vem em teu auxilio com a graça do Espírito Santo,
para que te liberte dos teus pecados,
te salve e na sua misericórdia e alivie os teus sofrimentos”.

Por fim, o óleo do Santo Crisma é utilizado nas unções consecratórias dos seguintes sacramentos:

- depois da imersão nas águas do batismo, o batizado é ungido na fronte,

- na ordenação episcopal, sobre a cabeça do novo Bispo,

- na ordenação sacerdotal, na palma das mãos do neo-sacerdote.

Neste momento, é dito no rito da ordenação:

‘O Senhor Jesus Cristo, a quem o Pai ungiu pelo Espírito Santo, 
em seu poder te guarde para santificares o povo Cristão e oferecer a Deus o sacrifício’.


🔊 Gostou desse podcast? Compartilhe com os amigos!
Na parte superior da página (logo abaixo do título) clique no botão do WhatsApp ou das demais redes sociais.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.