Por Redação A12 Em Brasil Atualizada em 14 NOV 2019 - 09H40

Dia Mundial do Diabetes chama a atenção para a doença

Shutterstock
Shutterstock

Nesse dia 14 de novembro, são realizadas diversas campanhas por ocasião do Dia Mundial do Diabetes. No Brasil, ações são realizadas principalmente pela Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), que divulga o "Novembro Diabetes Azul", com o intuito de estimular a prevenção para toda a família.

O Novembro Diabetes Azul alerta que o diabetes mellitus é uma doença caracterizada pela elevação da glicose no sangue (hiperglicemia). Pode ocorrer devido a defeitos na secreção ou na ação do hormônio insulina, que é produzido no pâncreas, pelas chamadas células beta. A função principal da insulina é promover a entrada de glicose para as células do organismo, de forma que ela possa ser aproveitada para as diversas atividades celulares. A falta da insulina ou um defeito na sua ação resulta, portanto, em acúmulo de glicose no sangue, o que chamamos de hiperglicemia.

Os tipos de diabetes são:

Leia MaisSaiba mais sobre diabetesTudo o que você precisa saber sobre diabetes4 coisas que você precisa saber sobre o diabetes tipo 2Médico explica diabetes gestacionalDiabetes Tipo 1 (DM 1) - Essa forma de diabetes é resultado da destruição das células beta pancreáticas por um processo imunológico, ou seja, pela formação de anticorpos pelo próprio organismo contra as células beta, levando à deficiência de insulina.

Diabetes Tipo 2 (DM 2) - Nesta forma de diabetes está incluída a grande maioria dos casos (cerca de 90% dos pacientes diabéticos). Nesses pacientes, a insulina é produzida pelas células beta pancreáticas, porém, sua ação está dificultada, caracterizando um quadro de resistência insulínica.

Diabetes Gestacional - Atenção especial deve ser dada ao diabetes diagnosticado durante a gestação. Pode ser transitório ou não e, ao término da gravidez, a paciente deve ser investigada e acompanhada. Na maioria das vezes, ele é detectado no 3º trimestre da gravidez, através de um teste de sobrecarga de glicose. As gestantes que tiverem história prévia de diabetes gestacional, de perdas fetais, má formações fetais, hipertensão arterial, obesidade ou história familiar de diabetes não devem esperar o 3º trimestre para serem testadas, já que sua chance de desenvolverem a doença é maior.

Consequências e prevenções

A prevenção é o melhor remédio para evitar e controlar os casos de diabetes; caso contrário, as consequências podem ser graves para o paciente que ignora tais cuidados.

Para prevenir o avanço da diabetes, é aconselhável manter uma dieta equilibrada com poucas calorias, menos gordura e rica em fibras, além de realizar atividade física regularmente.

Exames periódicos para medir a dosagem de glicose no sangue, no caso de pessoas propensas à doença, fazem parte da prevenção. Entre os malefícios por conta da falta de cuidado e controle da doença, estão:

• A expectativa de vida é reduzida, em média, em 15 anos para o diabetes tipo 1;
• A expectativa de vida é reduzida, em média, entre 5 a 7 anos para o diabetes tipo 2;
• Os adultos com diabetes têm risco 2 a 4 vezes maior de doenças cardiovasculares e acidente vascular cerebral;
• É a causa mais comum de amputações de membros inferiores não-traumáticas;
• Cegueira irreversível;
• Doença renal crônica;
• Em mulheres, partos prematuros e mortalidade materna.

Mais informações acesse: www.novembrodiabetesazul.com.br
Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Brasil

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.