Espiritualidade

O que podemos aprender sobre São Pedro e São Paulo?

João Antonio Johas Leão (Arquivo pessoal)

Escrito por João Antônio Johas Leão

24 JUN 2021 - 08H00 (Atualizada em 24 JUN 2021 - 08H34)

Victor Hugo Barros São Pedro e São Paulo (Victor Hugo Barros)

A Igreja possui algumas características que são proclamadas sempre que rezamos o credo, a saber: Una, santa, católica e apostólica.

Na Solenidade de São Pedro e São Paulo, se dá uma boa oportunidade de enfatizar a característica apostólica da Igreja, já que essas duas colunas da Igreja mostram com muito mérito o que significa viver uma vida apostólica.

:: Por que dizemos que a Igreja é una, santa, católica e apostólica?

O catecismo nos diz que a Igreja é apostólica em três sentidos: 
- O primeiro porque ela foi e continua sendo construída sobre “o fundamento dos apóstolos” (Ef, 2,20).
- Segundo, porque ela “conserva e transmite, com a ajuda do Espírito que nela habita, o ensinamento, o depósito precioso, as salutares palavras ouvidas da boca dos apóstolos”.
- Terceiro, porque os sucessores dos apóstolos continuam a ensinar, santificar e dirigir esse corpo até a volta de Cristo. Esses sentidos são muito importantes e configuram para nós a segurança de que a Igreja é hoje a mesma que foi fundada por Jesus.

Mas esses sentidos não aprofundam no que significa especificamente o ser apóstolo. E nesse aspecto, São Pedro e São Paulo podem iluminar bastante e lançar luzes sobre as nossas próprias vidas.

Alguém poderia dizer, em primeiro lugar, que São Paulo não foi apóstolo. Efetivamente, ele não esteve no grupo dos doze primeiros escolhidos do Senhor, desses amigos íntimos que partilharam a vida e aprenderam de primeira mão o que significa a vida cristã. São Paulo, como sabemos, chegou a perseguir cristãos, acreditando que estava fazendo o correto para com Deus. Em que sentido, então, dizemos que São Paulo era apóstolo, assim como São Pedro o era?

A palavra 'apóstolo' vem de uma palavra grega que significa simplesmente 'enviado'. O apóstolo é alguém que recebe a tarefa de outra pessoa para ir a algum lugar entregar uma mensagem, ou realizar uma atividade. Jesus disse aos seus discípulos “Ide por todo o mundo e proclamai o Evangelho a toda criatura” (Mc 16,15). É nesse momento propriamente que eles se transformam em apóstolos, porque se faz explicita sua missão. São Paulo também recebe essa missão quando, no caminho de Damasco se converte. Nesse sentido ele é um apóstolo.

E nós, como membros da Igreja pelo batismo, também recebemos uma missão de Deus. A missão de sermos santos e de levar essa santidade aos que nos rodeiam. Cada um de nós pode se entender, nesse sentido, como um apóstolo, como um enviado por Deus para uma missão específica.

Cabe a cada um de nós acolher, como São Pedro e São Paulo, essa missão e colocar o nosso grãozinho de areia para cooperar com a missão de Deus de fazer chegar a salvação a todas as pessoas.

Escrito por
João Antonio Johas Leão (Arquivo pessoal)
João Antônio Johas Leão

Licenciado em filosofia, mestre em direito e pedagogo em formação. Pós-graduado em antropologia cristã e entusiasta de pensar em que significa ser cristão hoje.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Espiritualidade

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.