Por Pe. José Raimundo Vidigal, C.Ss.R. Em Igreja Atualizada em 15 JUN 2021 - 10H01

Como a Sagrada Escritura pode contribuir para crescermos na devoção a São José?

Nós, católicos, veneramos os Santos, proclamando que Deus se mostra admirável na vida deles. Por isso, toda glória que damos a eles é referida sempre a Deus, fonte de todo bem. Neles, Deus nos oferece “um exemplo para nossas vidas, a comunhão que nos une e a intercessão que nos ajuda” – como reza a Igreja no prefácio dos Santos. Para que eles sejam exemplo para nossas vidas, procuramos conhecer, ao menos em parte, como viveram, o que fizeram, o que disseram.

Reprodução
Reprodução

Nossa devoção a São José pode beber de muitas fontes, como por exemplo, os Documentos dos Papas, entre os quais eu citaria a Exortação Apostólica “O Guarda do Redentor”, do Papa São João Paulo II (1989) e a Carta Apostólica do Papa Francisco, “Com Coração de Pai” (ano 2020).

Mas a fonte primordial é a própria Sagrada Escritura. Em nossa última conversa, indiquei as passagens da Bíblia que falam de São José. Elas estão nos dois primeiros capítulos dos evangelhos de Mateus e de Lucas.

:: Leia aqui: Quais passagens bíblicas citam São José?

Essas poucas linhas que se referem a São José merecem ser lidas e meditadas com atenção, porque têm muitas mensagens para nós. Como exemplo, convido vocês a ler comigo o relato da fuga para o Egito, que está em Mt 2,11-15. Coloque-se na situação daquele pai que teve de fugir de uma ameaça mortal, partindo com uma criancinha e sua mãe para um país desconhecido!

Firme na sua fé, José obedece ao aviso do anjo. Não entende os caminhos de Deus, mas confia na Providência divina. Mostra-se forte, corajoso, e assume sua responsabilidade de proteger e guardar as duas Pessoas mais sublimes que viveram neste mundo. “Na nossa vida, muitas vezes acontecem coisas cujo significado não entendemos. São José nos ensina que, em meio às tempestades da vida, não devemos ter medo de entregar a Deus a condução da nossa barca. Às vezes nossa vida parece à mercê dos poderes mais fortes, mas Deus consegue sempre salvar aquilo que conta, desde que usemos a mesma coragem criativa de São José” – comenta o Papa Francisco.

Em meio a tantos desafios pelos quais passamos hoje, por causa da pandemia e outros problemas em relação à família, somos chamados a olhar para a figura de São José e encontrar nele, o homem da presença quotidiana discreta, o intercessor, o amparo e o guia nos momentos difíceis.

Escrito por
Padre José Raimundo Vidigal, C.Ss.R. (Arquivo pessoal)
Pe. José Raimundo Vidigal, C.Ss.R.

Missionário Redentorista, diplomado em Teologia e em Ciências Bíblicas por Universidades de Roma e de Jerusalém. É o tradutor da Bíblia de Aparecida.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.