Igreja

Filme sobre a Beata Albertina é entregue ao Papa

O longa-metragem sobre a beata, de Santa Catarina, já recebeu mais de 50 prêmios e está disponível em 6 idiomas nas plataformas digitais.

Escrito por Letícia Dias

14 DEZ 2022 - 10H45 (Atualizada em 14 DEZ 2022 - 11H47)

Reprodução/ Diocese de Santo André

Leia MaisAlbertina e Isabel Cristina: histórias em comumBeata Albertina: uma vida que vale a pena viverO filme sobre a vida da Beata Albertina Berkenbrock foi entregue ao Papa Francisco pelo Pe. Lino Brunel, administrador da Diocese de Tubarão, no estado de Santa Catarina.

A oportunidade surgiu durante a visita Ad Limina Apostolorum do Regional Sul 4 da CNBB. Pe. Lino acompanhava os bispos e teve a chance de estar com Francisco.

"A pedido do Pe. Auricélio Costa, reitor no Santuário da Bem-Aventurada Albertina Berkenbrock, levei o filme que conta a história da nossa santinha para entregá-lo ao Papa. Levei sem saber se, de fato, iria conseguir entregá-lo. Mas não foi nada difícil. O filme é um longa-metragem produzido pela Boa Nova Filmes que já recebeu dezenas de premiações.

E como foi a entrega? Chegando para a audiência com o Papa, na manhã do dia 28 de outubro, ao saudá-lo, entreguei a ele o filme e um livrinho de autoria do diácono Aury Azélio Brunetti, que tem por título 'Castidade Heróica – vida da beata Albertina Berkenbrock', ocasião em que lhe disse:

'Santidade, entrego-lhe, em nome da diocese de Tubarão, este filme, um longa-metragem que conta a história de nossa santinha, a Bem Aventurada Albertina Berkenbock'. O Papa, que gosta de afirmar que a santidade se conquista no cumprimento do dever do dia a dia, o pegou com ar de admiração e de contentamento e agradeceu pelo presente.", relatou Pe. Lino.

Reprodução/ Vatican News
Reprodução/ Vatican News


Santuário Diocesano 

O Santuário Diocesano da Bem-Aventurada Albertina Berkenbrock está localizado na cidade de Imaruí (SC). O reitor, Pe. Auricélio, alegrou-se ao saber que o filme havia chegado até as mãos do Papa, após algumas tentativas para que a entrega ocorresse.

“Mais do que estratégia de marketing, queríamos compartilhar com o Papa o fruto do nosso trabalho. Francisco parece sempre tão acessível que nutríamos um desejo filial de querer que nosso Pai assistisse ao nosso filme.

Pode até parecer infantilidade ou que estamos supervalorizando o trabalho tão simples que fizemos; mas, fomos cultivando esse sonho. Estamos muito contentes com mais este carinho de Deus para conosco, devotos de Albertina. Sentimo-nos abençoados, disse.

Reprodução/ Facebook Santuário Diocesano Bem-Aventurada Albertina Berkenbrock
Reprodução/  Facebook Santuário Diocesano Bem-Aventurada Albertina Berkenbrock


Albertina Berkenbrock

Nascida na cidade Imaruí, Santa Catarina, em 11 de abril de 1919, Albertina participava da comunidade São Luiz. Foi assassinada em 15 de junho de 1931, ou seja, aos 12 anos, depois de resistir a uma tentativa de estupro. Foi beatificada pelo Papa Bento XVI, no ano de 2007.


Fonte: Vatican News

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Letícia Dias, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.