Por Redação A12 Em Igreja

História de Irmã Dulce ganha revistinha em quadrinhos

A história de Irmã Dulce será contada em uma revista em quadrinhos, intitulada “Irmã Dulce – Uma história de amor”. A revistinha será lançada sexta-feira (01) em Salvador (BA).

irma_dulce_quadrinhos

Inspirada na estética do mangá, com ilustrações assinadas por Tiago Mello, o gibi recria momentos marcantes da trajetória do Anjo Bom do Brasil, desde seu nascimento e infância, até sua luta em favor dos pobres e doentes.

 

"Temos a história de uma super-heroína completa".

O material é produzido para leitores de todas as idades e com uma linguagem dinâmica e contemporânea.

Para Tiago Mello, recontar a história de Irmã Dulce nos quadrinhos é mostrar a vida real de uma heroína. “Temos a história de uma super-heroína completa. Gosto de pensar que ela tinha a determinação do Batman, a bondade e senso de justiça do Superman e o ‘girl power’ da Mulher Maravilha. Vejo seu hábito como um supertraje, Salvador como sua Gotham City e a compaixão como seu superpoder”.

Idealizada pela Assessoria de Memória e Cultura da OSID, Irmã Dulce - Uma trajetória de amor tem roteiro e texto de Osvaldo Gouveia e Carla Silva, museólogos da instituição, e do arte-educador Luciano Robatto. Com tiragem de 15 mil exemplares, a revistinha poderá ser adquirida na loja virtual das Obras Sociais Irmã Dulce, no endereço www.irmadulce.org.br/loja, ou na Lojinha Irmã Dulce, localizada na sede da entidade, no Largo de Roma.

 

"Irmã Dulce foi uma mulher do seu tempo e ao mesmo tempo do futuro. Que seu exemplo possa se propagar".

Osvaldo Gouveia explica que a produção da revista é uma maneira de apresentar aos mais jovens mensagens de solidariedade e justiça social.

“A revistinha traz para as novas gerações a história da Mãe dos Pobres. É como se estivesse apresentando a esses jovens, que não a conheceram fisicamente, a trajetória dessa grande mulher, exemplo de solidariedade, amor, fé e doação. Irmã Dulce foi uma mulher do seu tempo e ao mesmo tempo do futuro. Que seu exemplo possa se propagar”.

A revista conta a história vivida por Irmã Dulce como por exemplo a ocupação de um galinheiro no convento, episódio que deu origem às Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), instituição que abriga hoje um dos maiores complexos de saúde do país com atendimento 100% gratuito.

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.