Por Redação A12 Em Igreja

Santuário de Frei Galvão celebra festa do primeiro santo brasileiro

Cerca de 100 mil pessoas passaram no Santuário dedicado ao primeiro santo brasileiro em Guaratinguetá (SP), nas últimas duas semanas. A devoção a Santo Antonio de Sant’Ana Galvão arrasta fiéis de todo o país que vêm busca das abençoadas pílulas, principalmente, mulheres grávidas, que, como diz a tradição, têm intercessão especial do santo.

 

devotos_de_frei_galvao_2

Rogério, Nicholas e Andrea

Assim foi com Andrea de Fátima da Silva, de Taubaté (SP), que conta como alcançou uma graça por meio da intercessão do santo: “A graça que eu recebi está aqui do meu lado é o meu filho que hoje tem 10 anos, o Nicholas. No início, eu não podia engravidar e, por indicação da minha mãe, eu conheci as pílulas de Frei Galvão. Então, eu fiz a novena e depois de dois meses descobri que estava grávida. Eu sempre venho aqui no Santuário para agradecer”.

Já Amanda Maria de Almeida, da própria Guaratinguetá, conta que sempre sonhou em ser mãe e, antes mesmo de engravidar, já pedia a intercessão do santo.

devotos_de_frei_galvao_1

Amanda e Gregório, vestido de Frei Galvão

“Quando eu estava querendo engravidar, eu pedi para Frei Galvão interceder a Deus por mim. Eu fiquei grávida e durante a minha gravidez inteira, eu tomei as pílulas. Todos os dias, eu fazia a oração a Frei Galvão e consagrava meu filho a ele. Assim que o Gregório nasceu, eu prometi que viria no dia 25, trazê-lo aqui para apresentá-lo para Frei Galvão. Ele nasceu no dia 08 de agosto e hoje nós estamos aqui muito felizes e muito agradecidos pela intercessão dele em nossa vida”.

Neste domingo (25), dia em que se celebra o santo, o Santuário de Santo Antônio de Sant’Ana Galvão realizou a celebração da Missa Solene, às 10h, que foi presidida por Dom Darci Nicioli, bispo auxiliar da Arquidiocese de Aparecida. Concelebrando estavam padres de dioceses de diferentes locais do país, bem como Dom Paulo Bastos, bispo da diocese de Alagoinhas (BA).

Durante a homilia, Dom Darci relembrou a sabedoria de Frei Galvão, que além dos conhecimentos religiosos, possuía estudos na área da construção civil.

“De onde nasceu a sabedoria de Frei Galvão? Ele se qualificou, teve muitos estudos. Mas, para ele, não era isso importante. Toda sua sabedoria, ele a submeteu à sabedoria de Deus. Toda sua qualificação ganhou em qualidade porque sabia que era um sábio inútil e que sua força só poderia vir de Deus”.

 

Assim, o bispo auxiliar de Aparecida destacou que os fiéis precisam se comprometer com sua devoção, tendo o santo como modelo de atitudes, como na sabedoria e na caridade. E Dom Darci acrescentou: “Ó, Frei Galvão! Obrigado pela sua vida, pelo seu testemunho! Nós o reconhecemos como santo, porque vemos em sua pessoa o reflexo do amor de Deus”.

Dom Darci ressaltou ainda, com alegria, a notícia da aprovação da ampliação do Santuário de Frei Galvão em sua cidade natal, Guaratinguetá (saiba mais aqui).

Ao final da celebração, os fiéis fizeram sua consagração à Nossa Senhora e pediram a intercessão de Santo Antônio de Sant’Ana Galvão.

2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.