Por Polyana Gonzaga Em Igreja

São Brás: Protetor da garganta, exemplo de cristão e testemunho de fé

A Igreja celebra São Brás em três de fevereiro.

A história da vida e os feitos de São Brás chamam atenção e aproximam a e a admiração do povo. Conhecido popularmente como o santo protetor das doenças da garganta, São Brás curou uma criança que morria engasgada com uma espinha de peixe na garganta.

Basílica de São Brás em Maratea, na Itália.

Basílica de São Brás em Maratea, na Itália.

Nascido na Armênia, médico e bispo da cidade de Sebasta, na Capadócia, Brás era muito querido pelos fiéis, principalmente pelos pobres e cristãos perseguidos. Brás era reconhecido como um homem corajoso, de oração e que cuidava dos fiéis na sua totalidade. Perseguido pelos romanos, Brás abandonou o bispado e se protegeu na caverna de uma montanha isolada e mesmo assim, depois de descoberto e capturado, morreu em testemunho de sua fé sob as ordens do imperador Licínio, em 316.

:: Veja aqui a história de vida de São Brás ::

:: São Brás: o protetor da garganta ::

:: A Basílica italiana que guarda as relíquias de São Brás ::

De acordo com o pároco da Paróquia São Brás da cidade de Bauru (SP), padre Edson Roberto Codato, antes de ser santo, São Brás foi um bom cristão e vivia na intensidade seu cristianismo.

“Ele se retirou à sua gruta para que pudesse viver mais intensamente sua fé e ter a presença divina junto dele. Esse momento o fez se tornar cada vez mais próximo desse ideal de santidade que todos nós somos convidados a fazer parte. A partir do momento em que São Brás se monstra fiel a Deus, mostra-se merecedor da Sua graça e o povo reconhece todo seu potencial. (...) Assim São Brás se torna padre, bispo e vai ao encontro do povo, das suas necessidades, para cuidar de um povo sofrido, que precisava de um testemunho vivo de santidade”, afirmou.

Para o padre Edson Roberto Codato, São Brás é exemplo de cristão que se tornou um mártir e sofreu muito para testemunhar todo seu amor a Deus, todo seu amor ao próximo. “Ele viveu intensamente o seu cristianismo para as pessoas que mais necessitavam, para as pessoas sofridas”.

Protetor das doenças da garganta

“Dentre tantos milagres que São Brás realizou em sua caminhada, o que tornou-o mais conhecido foi quando intercedeu por uma mãe no qual o filho morria engasgado com uma espinha de peixe na garganta. O importante é nós entendermos o sofrimento da mãe que vem seguido da fé, ou seja, ela acreditou que São Brás iria resolver este problema. E é exatamente acreditando que ela foi agraciada com esse milagre”, afirmou o padre.

Bênção da garganta

Em três de fevereiro, as igrejas realizam a tradicional 'bênção da garganta', cruzando duas velas sobre a garganta e rezando.

Oração a São Brás 

Ó glorioso São Brás, que restituístes com uma breve oração a perfeita saúde a um menino que, por uma espinha de peixe atravessada na garganta, estava prestes a expirrar, obtende para nós todos a graça de experimentarmos a eficácia do vosso patrocínio em todos os males da garganta.

Conservai a nossa garganta sã e perfeita para que possamos falar corretamente e assim proclamar e cantar os louvores de Deus. São Brás, rogai por nós.

Amém.

2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Polyana Gonzaga, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.