Por Redação A12 Em Igreja

Tema vicentino para 2016 é lançado com concurso de ilustrações

simbolo_ssvpDesde 2010, a Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP) no Brasil escolhe um tema para ser trabalhado durante o ano. Ele deve ser rezado, refletido e servir como inspiração às atividades empreendidas em favor dos Pobres. As ações vicentinas em 2015 estão sendo em torno do tema ‘Tecer a Caridade’. Para 2016, “Um olhar de caridade” foi o tema escolhido.

A Assessoria Espiritual do Conselho Nacional do Brasil (CNB) e Escola de Capacitação Antonio Frederico Ozanam (Ecafo) anunciou o tema abrindo as inscrições para o concurso que irá escolher a capa do subsídio de formação dos vicentinos sobre a temática.

As inscrições já estão abertas e quem se interessar deve mandar uma ilustração sobre o tema com uma medida que enquadre no tamanho 12,5 X 18,5 cm, no formato JPEG, junto com o arquivo em Corel e as respectivas fontes utilizadas. O endereço de envio é: crisnogueira88@gmail.com

O autor da melhor arte, além de ter a ilustração na capa do livro e em outros materiais de divulgação, vai ganhar um Notebook no valor aproximado de R$1 mil. As inscrições serão encerradas no dia 30 de junho.

O padre Alexandre Nahass Franco, Assessor Espiritual do CNB, escreveu uma reflexão sobre o novo ano temático, que poderá inspirar os vicentinos na produção do desenho. Confira:

Um olhar de caridade

Este é o tema que os vicentinos do Brasil estarão lendo, discutindo e refletindo em 2016, nas reuniões de suas Conferências.

Mas, o que significa olhar? Segundo os dicionários, significa: mirar, contemplar, encarar, examinar, observar, fitar os olhos em, prestar atenção a, tomar conta de, tomar em consideração, ocupar-se de, estar voltado para, zelar por.

Portanto, ter uma “Olhar de Caridade” para com o próximo é trazê-lo para junto de nós. É acolher a pessoa em nossa vida. É colocar-se no lugar do outro, é entender a sua história. Quando olhamos para o outro com um “Olhar de Caridade”, brota em nós o desejo de ocupar-se da situação, o desejo de acolher e tomar conta dele, de ajuda-lo a ser melhor. Somos capazes de entender a dor e o sofrimento do outro. Um Olhar de Caridade nos fazer ver as múltiplas formas de pobreza que correm o corpo, a mente e a alma de tantos irmãos e irmãs nossos espalhados pelas periferias de nossa sociedade. Nos liberta do preconceito e nos leva ao encontro do Cristo agonizante na pessoa dos Pobres.

O olhar exige profundidade, exige atenção e nos remete a uma reflexão. O Olhar é analítico, ele vê as causas e consequências.

Para Olhar, é necessária uma atenção especial, um momento dedicado a aquela ação. O olhar é um compromisso, uma responsabilidade, uma contemplação. O olhar é algo humano, caloroso, preocupado com o propósito de perceber, sentir o que acontece consigo e com o mundo a sua volta. Pode-se dizer que o olhar é o “colocar-se no lugar do outro”, é olhar o sensível, ponderado, interessado. O olhar, portanto, é perceber, é existir, é conviver; é nossa condição de tolerância com o outro. O olhar perturba, angustia, instiga, prende a atenção, provoca reação e remete ao pensar.

Foi com um Olhar de Caridade que Jesus acolheu o cego Bartimeu e o curou (Mc 10, 46-52); fitou a pecadora e a vida dela se transformou (Lc 7, 36-50; Lc 8, 1-11). Foi esse Olhar que Jesus acolheu os Pobres e os desamparados daquela época, mudando as estruturas sociais e políticas que os oprimiam.

E, é com esse mesmo Olhar que Jesus olhou para o mundo e para o céu do alto de sua Cruz, entregando seu espírito ao Pai e conquistando o perdão e a salvação para toda a humanidade. (Equipe nacional auxiliar da Ecafo).

 

 

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.