Por Valquíria Vieira Em Igreja

Teólogo aponta como o evangelho de Mateus propõe o diálogo inter-religioso

O teólogo Marcelo Barros acaba de lançar o livro “Conversa com o evangelho de Mateus” pela Editora Santuário e a obra traz o texto do evangelista em forma de conversa com uma reflexão sobre o diálogo inter-religioso.

Em entrevista ao A12.com o autor contou mais detalhes sobre a proposta do livro.

marcelo barros teologo conversa com evangelho de mateus

“No século IV, São Jerônimo ensinava que para compreender a Bíblia, é preciso ter "alma de Igreja", isso é, espírito de comunidade. Com esse espírito, retomando a prática dos círculos bíblicos criados por Carlos Mesters e pelo CEBI nos anos 70 e 80, a proposta do livro "Conversa com o evangelho de Mateus" é ler o evangelho a partir de um diálogo entre amigos (entram na conversa com o autor do livro que sou eu, três jovens da Pastoral da Juventude, pessoas de comunidade de base e uma religiosa amiga). E juntos puxamos uma conversa com a comunidade de Mateus que, pelos anos 80 do primeiro século, conversou sobre como Jesus anunciou o reino de Deus no seu tempo”, detalhou.

:: Acesse aqui o evangelho de São Mateus

De acordo com Marcelo o evangelho de Mateus propõe uma compreensão ampla do diálogo entre as tradições religiosas.

“Na antiga tradição da Igreja, seguida hoje por muitos (as) estudiosos (as), o evangelho de Mateus foi escrito para uma comunidade de cristãos vindos da tradição judaica e que ligavam a fé cristã a esse caminho espiritual. No passado, muitos interpretaram que, por isso, o evangelho tentava ajudar os cristãos a romper com o Judaísmo e sempre que podia, criticava a lei e a interpretação judaica da lei. Nesse momento atual em que até para compreender melhor a Bíblia, queremos aprofundar as raízes judaicas de nossa fé, é importante ler o evangelho de Mateus como um escrito de diálogo com o Judaísmo e as outras tradições religiosas”, referenciou.

:: Em vídeo, Francisco pede oração pelo diálogo inter-religioso

Para Marcelo precisamos compreender o diálogo como caminho de aprofundarmos a intimidade com Deus.

 

"O diálogo é um ato divino e nós nos aproximamos de Deus quando aprendemos a dialogar".

“Se nós acreditamos que Deus é amor, (1 Jo 4, 16), então compreendemos porque o papa Paulo VI afirmou que ele, Deus, é quem ensinou a humanidade a dialogar. O diálogo é um ato divino e nós nos aproximamos de Deus quando aprendemos a dialogar. O diálogo é entre pessoas (interpessoal), entre comunidades, entre povos, entre grupos políticos, entre culturas (intercultural), entre religiões (interreligioso). Mas, para que ele seja profundo, ele precisa ter como base um diálogo dentro da gente mesmo. Dentro de cada um. Um diálogo que o grande pensador Raimon Panikkar chama de "diálogo intrarreligioso". Aí ele também se torna intraeclesial (dentro da mesma Igreja) e em todos os níveis. Precisamos compreender o diálogo como caminho de aprofundarmos a intimidade com Deus. O diálogo como método de espiritualidade”, colocou.

Citando Dom Helder Camara, Marcelo conta que o bispo dizia sempre que as pessoas só dialogam quando aceitam que todo mundo tem sempre algo a aprender do outro e pode também contribuir com o outro, por isso acredita que é possível ter diálogo entre as religiões e aprender com a fé do outro.

:: Vaticano dá sinal verde para beatificação de dom Helder Câmara

 

"Quanto mais conheço a fé do outro, do diferente, mas descubro o que Deus, na fé do outro, ensina a mim como cristão a viver a minha fé (mas a partir do outro)”

“Durante muito tempo, a Igreja desenvolveu o pensamento de que ela tinha toda a verdade e que não precisava de nenhuma outra Igreja nem religião. Hoje, o papa Francisco prega uma Igreja em saída e em diálogo. Isso só se dá se nos abrirmos a aprender com os outros, não para deixar de ser o que somos, mas ao contrário, para nos enriquecer e viver melhor e mais profundamente a nossa fé. Quanto mais conheço a fé do outro, do diferente, mas descubro o que Deus, na fé do outro, ensina a mim como cristão a viver a minha fé (mas a partir do outro)”, disse.

livro conversa com evangelho de mateus editora santuário
Mais informações sobre o livro "Conversa com o evangelho de Mateus" estão dispioníveis no site da Editora Santuário.

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Valquíria Vieira, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.