Por Evangelho em Libras Em Evangelhos

Evangelho em Libras: 1º Domingo da Quaresma – Ano A

Reflexão: Pe. Marcelo Magalhães - C.Ss.R
Intérprete: Kiara Maria Socuta Quintanilha


Evangelho - Deus Conosco Dia a dia
Editora Santuário

(Mt 4,1-11)

Naquele tempo, o Espírito conduziu Jesus ao deserto, para ser tentado pelo diabo. Jesus jejuou durante quarenta dias e quarenta noites, e, depois disso, teve fome. Então, o tentador aproximou-se e disse a Jesus: “Se és Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães!” Mas Jesus respondeu: “Está escrito: ‘Não só de pão vive o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus’”.

Então o diabo levou Jesus à Cidade Santa, colocou-o sobre a parte mais alta do Templo, e lhe disse: “Se és Filho de Deus, lança-te daqui abaixo! Porque está escrito: ‘Deus dará ordens aos seus anjos a teu respeito, e eles te levarão nas mãos, para que não tropeces em alguma pedra’”. Jesus lhe respondeu: “Também está escrito: ‘Não tentarás o Senhor teu Deus!’”

Novamente, o diabo levou Jesus para um monte muito alto. Mostrou-lhe todos os reinos do mundo e sua glória, e lhe disse: “Eu te darei tudo isso, se te ajoelhares diante de mim, para me adorar”. Jesus lhe disse: “Vai-te embora, Satanás, porque está escrito: ‘Adorarás ao Senhor, teu Deus, e somente a ele prestarás culto’”.

Então o diabo o deixou. E os anjos se aproximaram e serviram a Jesus.


— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor!

REFLEXÃO

A liturgia deste primeiro domingo da quaresma traz como tema principal para nossa reflexão as tentações que sofremos na vida. Quem se deixa cair em tentação peca e, pecando, se afasta do projeto de Deus.

O Evangelho fala das tentações de Jesus no deserto. As tentações foram propostas que o diabo fez a Jesus para que ele abandonasse o projeto do Pai e seguisse outros caminhos. O deserto é o lugar das carências, da aridez, da nossa vulnerabilidade. O deserto é o lugar onde somos confrontados com nós mesmos e com as nossas necessidades. Foram quarenta dias de deserto. Nossa quaresma é uma referência a esses quarenta dias de deserto de Jesus. Na quarta-feira de cinzas, entramos nesse deserto quaresmal e somos convidados ao jejum, à oração e a caridade.

Jesus foi tentado na dimensão dos apelos que o coração humano recebe todos os dias para se desviar daquilo que é de Deus, e passar a acreditar que o sentido da vida está naquilo que é unicamente dos homens. Jesus foi tentado em buscar na vida o ter, o poder e o prazer.

A primeira tentação sofrida por Jesus é a do alimento fácil, obtido de forma mágica: transformar pedras em pães para resolver o problema da fome. Mas Jesus descobre com o jejum que “não só de pão vive o homem”. A segunda tentação está relacionada a religião, a fé em Deus e em seus poderes. O diabo propõe uma religião cujo Deus seja mágico e esteja submetido aos nossos caprichos. Mas Jesus nos ensina que Deus vem ao nosso socorro, mas não podemos no expor ao perigo apenas para testar seu poder. Por isso Jesus responde ao diabo assim: “Não tentarás o Senhor teu Deus!”. A terceira tentação está voltada para o desejo de riqueza, o acumulo de bens materiais e, por consequência, a ambição pelo poder. Mas a promessa dos bens materiais vem com a condição de se ajoelhar e adorar o diabo, no sentido de ser submisso a ele e participar das suas ações. Mas Jesus responde ao diabo: “Adorarás somente o Senhor teu Deus e só a Ele servirás”.

As tentações de Jesus nos ajudam a perceber quais são as tentações que hoje continuam a rondar nossas ações e as escolhas que fazemos na vida. Jesus venceu a palavra do tentador, fazendo da Palavra de Deus o seu alimento. Por isso, nesta quaresma, vamos nos alimentar da Palavra de Deus, assim, a palavra do tentador não irá seduzir nosso coração e, assim, permaneceremos fiéis ao projeto do Pai.

2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Evangelho em Libras, em Evangelhos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.