Por Padre Evaldo César Souza, C.Ss.R Em Liturgia Atualizada em 19 JUN 2020 - 10H20

Imaculado Coração de Maria: Todo de Deus pelo bem da humanidade

Shutterstock/ Immaculate
Shutterstock/ Immaculate


Na teologia bíblica, o corpo humano tem um significado muito especial.
Mais do que partes biológicas, o corpo representa o modo como o ser humano se relaciona com o mundo: pernas são colunas de sustentação da vida, braços são modos de abraçar desafios e enfrentar as lutas, olhos são janelas da alma... e nessa sucessão de significados, o coração é compreendido como a fonte e o repouso de todos nossos sentimentos.

Todas as coisas boas, e também os sentimentos ruins e negativos, encontram morada no coração. Por isso, o coração é um símbolo que fala tão forte até hoje. Coração é sinônimo de amor, de compromisso, de fé. Quantas vezes jovens enamorados trocam juras de amor por meio de corações? Quantas vezes filhos oferecem aos pais presentes em forma de coração? E quantas vezes, corações partidos e endurecidos nos trazem tristes lembranças e tristezas ao nosso olhar?

Shutterstock
Shutterstock


Não é à toa que nossa fé católica encontrou no coração um modo de expressar a santidade que resplandece em Jesus e em Maria. Falamos do Sagrado Coração de Jesus e veneramos o Imaculado Coração de Maria. Em ambas imagens vemos exposto, no peito, o coração pulsante de amor pela humanidade. Jesus, Salvador, faz do Seu Coração fonte de nossa salvação, e Maria, Coração aberto ao amor e traspassado por tantas dores, mostra que a pureza é capaz de nos libertar de todos os males.

Leia MaisO Coração de Maria nos leva ao Coração de JesusMaria é toda Imaculada, sem mancha de pecado, livre de toda miséria humana. E seu Coração, por isso mesmo, é também um templo imaculado de bênçãos, ou seja, nele não há espaço para nenhum tipo de sentimento negativo, mas é fonte de doçura e acolhida para todos nós, pecadores! Foi Deus, que ao escolher Maria, ofereceu a ela esse mérito especial.

Ela foi agraciada com um coração puro, pois puro deveria ser o ventre daquela que geraria o Filho de Deus. Fonte de todos sentimentos, o coração humano é sempre um mistério.

Misteriosamente sagrado e santo, o Imaculado Coração de Maria pulsa pela humanidade ferida, acolhe cada um de nós, seus filhos, e nos oferece ao Coração Sagrado de Jesus.

Dois corações sagrados, o Imaculado nos acolhe, o Sagrado nos redime!

A devoção ao Imaculado Coração de Maria está ligada às visões dos pastorzinhos de Fátima e também à beata Alexandrina de Balazar, mística portuguesa que promoveu essa forma de devoção à Mãe de Jesus. Foi o papa Pio XII quem consagrou o mundo ao Imaculado Coração de Maria, no dia 31 de outubro de 1942, em plena Segunda Guerra Mundial.

Uma coisa é certa: mais do que teologia, o Imaculado Coração de Maria nos evoca o carinho e o amor que a Mãe de Jesus tem pelos seguidores de seu Filho. Por isso, invocamos essa linda devoção com a tradicional jaculatória:

“Doce e Imaculado Coração de Maria, sede a nossa proteção”.

Escrito por
Padre Evaldo César Souza, C.Ss.R, diretoria da Fundação Nossa Senhora Aparecida (FNSA) (TV Aparecida)
Padre Evaldo César Souza, C.Ss.R

Jornalista e missionário redentorista

3 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Liturgia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.