Notícias

Mais de 200 mil peregrinos celebram Nossa Senhora de Fátima em Portugal

Após dois anos com restrições por causa da pandemia, Santuário de Fátima recebe devotos de todo o mundo

Escrito por Alberto Andrade

13 MAI 2022 - 10H56 (Atualizada em 13 MAI 2022 - 11H51)

Shutterstock - Adão João

“A Treze de Maio, na Cova da Iria,
Dos Céus aparece a Virgem Maria”.  music_note

Com esse e outros cânticos e orações, mais de 200 mil pessoas estiveram na noite desta quinta-feira (12) na tradicional Procissão das Velas, e ainda mais peregrinos são esperados para este 13 de maio, data em que a Igreja recorda os 105 anos da primeira aparição da Virgem Santíssima aos três pastorinhos, na região da Cova da Iria, em Portugal.

Leia MaisPeça bênçãos a Maria, Virgem de Fátima!Curiosidades do monumento de Nossa Senhora de Fátima em Aparecida

No dia de Nossa Senhora de Fátima, diversos eventos e celebrações irão acontecer. A mais importante delas é a Procissão do Adeus, quando todos levantam um lenço branco e se despedem da imagem de Nossa Senhora, que volta para a Capelinha. 

Os festejos desse ano marcam o retorno de forma integral das celebrações, após dois anos de restrições por causa da Covid-19. Em 2020, os ritos foram realizados sem público e, no ano passado, se limitados a apenas 7500 pessoas.

A brasileira Márcia Cotrin, moradora da região há 20 anos, em entrevista ao A12, nos relatou como a população portuguesa se preparou para celebrar Fátima nesse ano.

“Quando chega perto da data, a cidade fica linda e cheia de emoção. É um clima espiritual no ar, uma mística espetacular, pois ficamos dois anos sem ter essa experiência por completo. Portanto, os peregrinos vêm de todas as partes do país, a pé e com carros de apoio, assim como é em Aparecida, caminhando 10 até 15 dias e vêm pra cá. E quando chegam é sempre a mesma emoção”, disse.

Marcia Cotrin
Marcia Cotrin
Passagem da Imagem durante a Procissão das Velas


Márcia também falou do esforço dos peregrinos para celebrar os momentos de fé, e da sua emoção em particular do dia 13 de maio.

“Os peregrinos chegam aos poucos no dia 12 de manhã e de tarde, porque durante a noite vão participar da Procissão de Velas, um mar de gente com as luzes acesas. Depois, a maioria deles dorme no recinto, em acampamentos, ou em hotéis. Acordam no dia 13 e participam da Missa do Adeus. Quando a imagem volta para a Capela, todo o povo de Deus canta 'Salve Regina'. É algo lindo: o povo joga pétalas de rosas, algo muito emocionante! É um dia especial para mim, pois é no aniversário do casamento dos meus pais”, concluiu.

Em entrevista ao Jornal Voz de Fátima, Dom José Ornelas, bispo de Leiria-Fátima, falou da expectativa das celebrações após os dois anos de restrições:

“Depois do que passamos nestes últimos dois anos com esta pandemia, é sempre muito importante voltarmos de novo a contar com a presença de peregrinos. Mas é preciso perceber que ‘voltar a Fátima’ não é apenas ver de novo o Santuário cheio; é, antes de mais nada, voltar àquilo que Fátima significa na vida das pessoas, dos católicos e de outros que têm em Fátima uma chamada de atenção para a vida, de esperança e de projeção do próprio futuro” , relatou o Bispo.


:: Assista ao Especial Fátima, a Mãe do Rosário

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Alberto Andrade, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.