Por Pe. Evaldo César, C.Ss.R. Em Santuários Atualizada em 09 MAR 2020 - 10H48

Santuário de Nossa Senhora da Salette: lugar de encontro reconciliador

Na divisa do estado do Rio Grande do Sul com Santa Catarina, onde o Rio do Peixe encontra-se com o Rio Uruguai, na cidade de Marcelino Ramos, região de águas termais e muita neblina em dias frios, o povo construiu para Maria, mãe de Jesus, um lindo Santuário dedicado a Nossa Senhora da Salette. Esta devoção, trazida pelos missionários Saletinos, tem seu berço nos Alpes Franceses. Foi lá, na montanha chamada Salette, que em 1846, a mãe de Jesus apareceu a dois jovens franceses, Maximino e Melânia, e desde então, graças ao trabalho incansável desses missionários, Nossa Senhora da Salette tem sido amada e venerada em muitos lugares do mundo todo.

Santuário Nossa Senhora da Salette em Marcelino Ramos (RS)

Aqui no Brasil, antes mesmo de irem para o sul do país, os Saletinos iniciaram seu apostolado no Rio de Janeiro, no começo do século XX. Ir para o sul foi necessidade vocacional, e por volta dos anos de 1930 um grupo de Saletinos fixou morada na então vila de Marcelino Ramos, localizado as margens do rio Uruguai e favorecido pela estrada de ferro que por ali passava. Estrategicamente localizada, esta missão pretendia facilitar o trabalho vocacional nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

 

"Atualmente, cercado de carinhos pelos Saletinos, o Santuário recebe cerca de 50 mil peregrinos no dia da romaria anual, sempre no dia 19 de setembro".

Surpreendentemente, o povo da região logo se afeiçoou aos missionários e a mensagem de amor que eles traziam, inspirados por Nossa Senhora da Salette. Tanto que, em 1936, motivados pelo ardor popular, realizou-se, sob uma chuva torrencial, a primeira romaria aos pés da Mãe da Salette, nos moldes daquelas realizadas no Santuário francês: orações, pregações, atos de penitência e confissões. Parece que as chuvas, recordando as abundantes lágrimas da Salette, foram sinal de aprovação. Desde então, no dia 19 de setembro, o povo se reúne em romaria para visitar o agora chamado Santuário de Nossa Senhora da Salette.

Atualmente, cercado de carinhos pelos Saletinos, o Santuário recebe cerca de 50 mil peregrinos no dia da romaria anual, sempre no dia 19 de setembro. Durante o ano são também inúmeras as caravanas que passam por ali, seja para agradecer, pedir bênçãos, ou tão somente, completar a viagens de férias aos termais locais com uma prece de agradecimento.

Foto de: reprodução. 

Nossa Senhora da Salette

"Atualmente são seis os santuários
dedicados a Nossa Senhora da Salette
no Brasil".

Diz a tradição popular que o romeiro da Salette compromete-se, desde que venha uma vez ao Santuário, a voltar sempre enquanto estiver vivo, e muitos são os idosos que testemunham o cumprimento dessa nobre decisão. Nas palavras de Padre Arlindo, reitor do Santuário, “desde o início a romaria foi marcada por bênçãos e graças particulares e coletivas. O povo agraciado promete sempre voltar enquanto estiver vivo. Quem não pode vir às romarias de setembro, volta para fazer suas orações e preces durante o ano. O santuário é um lugar de graças, de perdão e reconciliação com Deus”. E assim, ano após ano, os devotos de Nossa Senhora da Salette buscam bênçãos e reconciliação nesse recanto de paz.

Mesmo estando no alto da montanha, o Santuário oferece estacionamento, possibilidade de refeições e até alojamento para romeiros. Missas diárias são celebradas sempre com muito fervor. Os visitantes também podem encontrar toda estrutura de acolhida na cidade de Marcelino Ramos, que como dissemos, é estancia termal muito visitada nos tempos mais quentes do ano. Até uma velha “Maria-Fumaça”, que percorre os antigos trilhos da ferrovia, é atração que agrada crianças e adultos e pode completar seu passeio por estas terras.

Segundo Padre Arlindo, o “Santuário de Nossa Senhora da Salette de Marcelino Ramos não estava no projeto dos Missionários Saletinos. Foi a devoção popular que se impôs. Mais ainda, os devotos levaram mais longe a devoção saletina: os brasiguaios a levaram para o Paraguai onde todo o ano atendemos as romarias saletinas que lá se realizam. A devoção ainda foi levada ao Mato Grosso e Rondônia onde também se realizam romarias”. Atualmente são seis os santuários dedicados a Nossa Senhora da Salette no Brasil.

Para saber mais consulte: Portal Salette. 

Colunista - Padre Evaldo César



3 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. Evaldo César, C.Ss.R., em Santuários

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.