Via sacra

Oração Inicial

Amado Jesus,

aqui estamos para vos acompanhar no caminho para o Calvário. Refazendo os vossos passos sofridos, queremos reconstruir o nosso coração que muitas vezes se afastou de vós e do vosso projeto de amor à humanidade! Que a meditação da Via Sacra nos fortaleça em nossa fé e na nossa caminhada de comunidade. Não há maior prova de amor que dar a vida pelo irmão! (Cf. Jo 15,13).

1ª Estação

Jesus é condenado à morte

Nós Vos adoramos, Senhor Jesus Cristo, e Vos bendizemos! Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o Mundo!

O nosso coração se entristece em saber que Jesus foi condenado à morte porque quis ensinar o amor e a misericórdia à humanidade! A vontade de devolver a vida digna àqueles que estavam à margem da sociedade de seu tempo fez com que os poderosos, que já viviam habituados com as injustiças e as opressões que lhes davam status e riqueza, vissem Jesus como alguém que incomoda. Olhando para o Cristo, que é injustamente condenado à morte, pensamos, também, em todos os nossos irmãos e irmãs que são perseguidos por causa da justiça do Reino de Deus! Rezemos por todos aqueles que têm a sua vida ameaçada e sua dignidade ferida pelos que amam o poder. Pai Nosso... Ave-Maria... Glória ao Pai... Canto: A morrer crucificado, teu Jesus é condenado, por teus crimes, pecador! Pela Virgem Dolorosa, vossa Mãe tão piedosa, perdoai-me, meu Jesus!

2ª Estação

Jesus carrega a Cruz

Nós Vos adoramos, Senhor Jesus Cristo, e Vos bendizemos! Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o Mundo!

No Império Romano, a morte de Cruz era reservada somente aos escravos. Um cidadão romano, quando condenado, teria uma morte dita descente, por decapitação. Deus-Misericórdia, que se encarnou por amor à humanidade, foi vendido pelo preço de escravo (30 moedas de prata), e foi executado como escravo (no alto do madeiro). Lembremo-nos, sempre, de que, muitas vezes, os nossos gestos de amor são pagos com desdém e perseguição, mas jamais devemos nos curvar a essa lógica da violência. Pai Nosso... Ave-Maria... Glória ao Pai... Canto: Com a Cruz é carregado, e do peso, acabrunhado, vai morrer por teu amor! Pela Virgem Dolorosa, vossa Mãe tão piedosa, perdoai-me, meu Jesus!

3ª Estação

Jesus cai pela primeira vez

Nós Vos adoramos, Senhor Jesus Cristo, e Vos bendizemos! Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o Mundo!

Senhor, quão pesado é o vosso fardo! Justamente vós que dissestes: “Venham a mim todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso. Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve!” (Mt 11, 28-30). A dor física vos faz cair ao chão! O peso é insuportável e a tristeza de ver todos os que Vós amastes dando-vos as costas deixa-vos ainda mais fraco! Senhor Jesus, perdoai-nos por fazermos a vossa Cruz tão pesada com os nossos pecados! Pai Nosso... Ave-Maria... Glória ao Pai... Canto: Pela Cruz tão oprimido, cai Jesus desfalecido, pela tua salvação! Pela Virgem Dolorosa, vossa Mãe tão piedosa, perdoai-me, meu Jesus!

4ª Estação

Jesus se encontra com Sua Mãe

Nós Vos adoramos, Senhor Jesus Cristo, e Vos bendizemos! Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o Mundo!

Eis o encontro doloroso que justifica aquele nome tão consagrado por nossa história: a Via Dolorosa. Aquele caminho rumo ao Calvário foi repleto de dor! Sofrimentos físicos, sim, mas os sofrimentos no coração foram ainda maiores. Naquele sentimento de abandono, Jesus encontra a sua Mãe querida, que sofre na alma todas as dores que o Filho padece no corpo! A Mãe vê a profecia de Simeão se cumprindo, pois a espada de dor transpassa seu coração. Pai Nosso... Ave-Maria... Glória ao Pai... Canto: De Maria lacrimosa, no encontro, lastimosa, vê a viva compaixão! Pela Virgem Dolorosa, vossa Mãe tão piedosa, perdoai-me, meu Jesus!

5ª Estação

Simão Cireneu ajuda Jesus a carregar a Cruz

Nós Vos adoramos, Senhor Jesus Cristo, e Vos bendizemos! Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o Mundo!

No sentimento de completo abandono, eis que aparece outro alívio momentâneo: um homem do campo ajuda Jesus, carregando um pouco sua cruz! Aquele homem simples torna-se exemplo para a humanidade, pois ajudar os que mais sofrem a carregar a sua cruz é expressão de que o amor de Deus é a grande força em nossa vida! Jesus Cristo nos ensina que o caminho é longo e doloroso; que haverá muitas quedas; que a Cruz nos machuca e nos faz sangrar. O convite de Jesus é que nós possamos ser verdadeiros Cireneus, ajudando o próximo a se levantar nas quedas da vida e a aliviar o peso de sua Cruz. Pai Nosso... Ave-Maria... Glória ao Pai... Canto: No caminho do Calvário, um auxílio é necessário. Não lhe nega o Cireneu! Pela Virgem Dolorosa, vossa Mãe tão piedosa, perdoai-me, meu Jesus!

6ª Estação

Verônica enxuga o rosto de Jesus

Nós Vos adoramos, Senhor Jesus Cristo, e Vos bendizemos! Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o Mundo!

A palavra Verônica vem do Latim (Vera Icon), e significa verdadeira imagem, ou seja, o rosto ensanguentado de Jesus era a verdadeira imagem do amor de Deus por nós! Não encontramos em nenhum lugar dos Evangelhos a figura de uma mulher chamada Verônica, mas a tradição trouxe-nos este valioso exemplo para melhorar o seguimento cristão! Enxugar o rosto daqueles que estão ensanguentados é preocupar-se com a vida do próximo! Senhor Jesus, fazei-nos ser como Verônicas, enxugando os sofrimentos de nosso próximo! Pai Nosso... Ave-Maria... Glória ao Pai... Canto: O seu rosto ensanguentado, por Verônica enxugado, contemplemos com amor! Pela Virgem Dolorosa, vossa Mãe tão piedosa, perdoai-me, meu Jesus!

7ª Estação

Jesus cai pela segunda vez

Nós Vos adoramos, Senhor Jesus Cristo, e Vos bendizemos! Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o Mundo!

A cada queda com a Cruz nos ombros, Jesus se machuca e se enfraquece ainda mais! Totalmente Deus e totalmente humano! As suas forças físicas estão se exaurindo, mas a sua vontade de amar é grande! Devemos aprender com o nosso Mestre a não desistir diante das quedas da vida! Os momentos difíceis de nossa caminhada não podem ser motivo de desistência! A vida nova se encontra depois da cruz! Senhor Jesus, dai-nos forças para que nós nos levantemos de nossas quedas e continuemos caminhando para a vitória da vida! Pai Nosso... Ave-Maria... Glória ao Pai... Canto: Outra vez desfalecido, pelas dores, abatido, cai em terra o Salvador! Pela Virgem Dolorosa, vossa Mãe tão piedosa, perdoai-me, meu Jesus!

8ª Estação

Jesus consola as mulheres de Jerusalém

Nós Vos adoramos, Senhor Jesus Cristo, e Vos bendizemos! Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o Mundo!

Enfim, encontramos pessoas que se fazem solidárias com a dor de Jesus! Mulheres que, com certeza, veem o próprio filho na figura daquele rapaz inocente sendo condenado! As mulheres choram uma vida desperdiçada; que se termina antes do tempo! Jesus as consola, mesmo no profundo de sua dor! Consegue encontrar palavras para não deixar a esperança morrer no coração daquelas mulheres! Senhor Jesus, ensinai-nos a consolar os que choram em suas aflições! Pai Nosso... Ave-Maria... Glória ao Pai... Canto: Das mulheres piedosas, de Sião filhas chorosas, é Jesus consolador! Pela Virgem Dolorosa, vossa Mãe tão piedosa, perdoai-me, meu Jesus!

9ª Estação

Jesus cai pela terceira vez

Nós Vos adoramos, Senhor Jesus Cristo, e Vos bendizemos! Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o Mundo!

Mais uma queda. Qualquer um de nós já não aguentaria dar um passo sequer! Todo machucado, profundamente dilacerado, encontra forças no Pai para se levantar mais uma vez, o continuar o caminho de sua missão. Senhor Jesus, vós sabeis que somos fracos, ajudai-nos a carregar a nossa cruz, pois tudo podemos quando Vosso amor nos fortalece! Pai Nosso... Ave-Maria... Glória ao Pai... Canto: Cai terceira vez prostrado, pelo peso redobrado, dos pecados e da Cruz! Pela Virgem Dolorosa, vossa Mãe tão piedosa, perdoai-me, meu Jesus!

10ª Estação

Jesus é despido de suas vestes

Nós Vos adoramos, Senhor Jesus Cristo, e Vos bendizemos! Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o Mundo!

Para o escravo não bastava morrer, precisava ser humilhado, maltratado e ultrajado! Jesus é tratado como um escravo, e morrerá como um indigente, tratado como se fosse um bandido! As suas vestes foram repartidas entre os soldados, para que não lhe restasse nenhuma dignidade! É doloroso o fim daquele que tanto amou a humanidade! E este é o fim de todos aqueles que ousam questionar os poderosos e tentar dar vida aos mais fracos e pequenos. Senhor Jesus, revesti-nos de coragem para enfrentar as estruturas que desfiguram a dignidade da vida. Pai Nosso... Ave-Maria... Glória ao Pai... Canto: De suas vestes despojado, por algozes maltratado, eu Vos vejo meu Jesus! Pela Virgem Dolorosa, vossa Mãe tão piedosa, perdoai-me, meu Jesus!

11ª Estação

Jesus é pregado na Cruz

Nós Vos adoramos, Senhor Jesus Cristo, e Vos bendizemos! Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o Mundo!

Pregado numa Cruz se encontra o Deus da vida que se encarnou por amor à humanidade! Na Cruz Jesus chama pelo Pai! É totalmente humano, e por isso sofre com a solidão! Agora, percebe que a sua missão está completa. “Amou-nos até o fim!” (Jo. 13,1). A humanidade terá muito que aprender com toda essa caminhada dolorosa de nosso Redentor! Senhor Jesus, ajudai-nos a confortar aqueles que estão pregados convosco por causa da justiça que faz brotar a vida. Pai Nosso... Ave-Maria... Glória ao Pai... Canto: Sois por mim na Cruz pregado, insultado, blasfemado, com cegueira e com furor! Pela Virgem Dolorosa, vossa Mãe tão piedosa, perdoai-me, meu Jesus!

12ª Estação

Jesus morre na Cruz

Nós Vos adoramos, Senhor Jesus Cristo, e Vos bendizemos! Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o Mundo!

Uma das mais escandalosas verdades que ressoam em nosso ouvido é a morte de Deus numa Cruz de Madeira. Jesus, plenamente Deus e totalmente humano, expira no alto daquele altar do sacrifício, ensinando a perdoar e a acolher. Mas esse não é o fim. É, na realidade, a vida nova que brota da doação de si por amor. Em Jesus, a Cruz se torna a árvore da vida e da esperança. Santo Afonso de Ligório afirmava que só um Deus loucamente apaixonado pelo ser humano é capaz de tamanho gesto de amor incondicional resumido na Cruz. Pai Nosso... Ave-Maria... Glória ao Pai... Canto: Por meus crimes padecestes, Meu Jesus, por mim morrestes, Oh! Quão grande é minha dor! Pela Virgem Dolorosa, vossa Mãe tão piedosa, perdoai-me, meu Jesus!

13ª Estação

Jesus é descido da Cruz

Nós Vos adoramos, Senhor Jesus Cristo, e Vos bendizemos! Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o Mundo!

Deus Encarnado agora se encontra sem vida na Cruz! Alguns poucos amigos que restaram pedem autorização para dar uma sepultura digna a Jesus, e eles conseguem! O corpo é entregue nos braços de sua Mãe dolorosa! Quanta dor! Quanta agonia no coração! Ali estava o menino prometido pelo Anjo Gabriel, sem qualquer sinal de vida! Os caminhos de Deus são tão desconcertantes! Pai Nosso... Ave-Maria... Glória ao Pai... Canto: Do madeiro Vos tiraram, e à Mãe Vos entregaram; com que dor e compaixão! Pela Virgem Dolorosa, vossa Mãe tão piedosa, perdoai-me, meu Jesus!

14ª Estação

Jesus é colocado no sepulcro

Nós Vos adoramos, Senhor Jesus Cristo, e Vos bendizemos! Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o Mundo!

José de Arimateia e Nicodemos, homens importantes de sua época, conseguiram convencer as autoridades a permitir a retirada do corpo de Jesus da Cruz. Deram-lhe uma sepultura decente. Ele é deixado num sepulcro novo, juntamente com toda a esperança daquele povo sofredor! Pai Nosso... Ave-Maria... Glória ao Pai... Canto: No sepulcro Vos deixaram, sepultado Vos choraram, magoado o coração! Pela Virgem Dolorosa, vossa Mãe tão piedosa, perdoai-me, meu Jesus

15ª Estação

Jesus Ressuscitou!

Nós Vos adoramos, Senhor Jesus Cristo, e Vos bendizemos! Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o Mundo!

Não pode mais haver morte, onde o viver se tornou missão. Na Ressurreição, Jesus vence a morte e faz renascer a esperança no coração humano! O túmulo não é o fim! Ele está vazio, porque aquele que morreu ressuscitou! E em Cristo Ressuscitado somos mais que vencedores. Nossa esperança é cheia de vida! Pai Nosso... Ave-Maria... Glória ao Pai... Canto: Vitória, tu reinarás. Ó Cruz, tu nos salvaras!

Oração Final

Senhor Jesus, assim refizemos os vossos passos para alimentar o nosso amor por vós!

A nossa fé se fortalece cada vez que revivemos todo o caminho de sofrimento que vós experimentastes por amor a nós! Muito obrigado por terdes nos ensinado a levantar, mesmo nas quedas mais violentas de nossa vida! Queremos pedir, também, as bênçãos e proteção de Maria, que se fez presente aos pés da Cruz, e por isso também testemunha a luz da vida nova que vem pela doação total da vida unicamente por amor.

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.