Por TV Aparecida Em Aparecida Sertaneja Atualizada em 19 FEV 2019 - 12H06

Aparecida Sertaneja presta homenagem a Luiz Gonzaga nesta terça

Rodolfo Magalhães
Rodolfo Magalhães
Mariangela Zan no Aparecida Sertaneja

Um dos mais consagrados artistas da MPB, Luiz Gonzaga, vai ganhar uma linda homenagem no Aparecida Sertaneja desta terça-feira, às 20h, na TV Aparecida. Mariangela Zan receberá, ao vivo no palco de seu programa o talentoso Chambinho do Acordeon para relembrar os sucessos do saudoso “Rei do Baião".

Nivaldo Expedito de Carvalho, o Chambinho do Acordeon, vai participar do bloco cultural do Aparecida Sertaneja dedicado ao saudoso artista, que com sua sanfona, zabumba e triângulo, levou para todo o país a música nordestina de raiz.

Chambinho nasceu em São Paulo e, aos 8 anos, mudou-se com a família para Jaicós, no Piauí, onde aprendeu os primeiros acordes na sanfona com o seu avô. Em 1991, aos 11 anos, retornou para São Paulo, trazendo uma bonita sanfona "Mundiale", mas acabou investindo num teclado e atuando em grupos de samba e pagode. Após algum tempo tocando na noite paulista, surgiu um convite muito especial: integrar a Banda Caiana, formada por mais quatro jovens. Chambinho logo se destacou no nascente "forró universitário", se apresentando em importantes casas de forró. O artista viajou pelo Brasil inteiro, divulgando os dois CDs lançados, e se tornou um sanfoneiro requisitado no competitivo universo musical paulistano. No currículo dele ainda consta seu trabalho com grandes nomes do forró como a Família Gonzaga, Anastácia e o grande humorista João Claudio Moreno. Hoje, Chambinho trabalha em sua carreira solo, e tem em seu repertório músicas autênticas do Nordeste.

Ainda no Aparecida Sertaneja desta semana, participam Eduardo & Rafael. Os irmãos formam uma dupla com mais de 10 anos de carreira. Nascidos em Limeira (SP), Eduardo Mesquita Torquato e Rafael Mesquita Torquato cresceram ao som da música sertaneja e, desde cedo, se interessaram pelo estilo, tendo como uma de suas maiores referências Tião Carreiro & Pardinho. Eduardo interessou-se pelo violão e Rafael pela viola. Estava formada a dupla, que participou de festivais de música sertaneja de raiz.

E para fechar a noite musical a produção recebe Fabrício Fiori. Desde menino, esse mineiro esteve ligado à música sertaneja. A influência começou ainda criança. Seu irmão mais velho, Daniel, era cantor e se tornou sua maior inspiração. Ele foi para São Paulo tentar viver de música. Ao lado de seu parceiro na época, cantou nas principais casas de São Paulo e já dividiu o palco com grandes nomes da música sertaneja como Zezé di Camargo & Luciano, Henrique e Juliano, Edson e Hudson, entre outros. Acompanhado de uma estrutura completa, Fabrício Fiori apresenta um show com repertório variado.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por TV Aparecida, em Aparecida Sertaneja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.