Por TV Aparecida Em Aparecida Sertaneja Atualizada em 12 MAR 2019 - 09H44

Em novo horário, Aparecida Sertaneja presta homenagem às mulheres

Rodolfo Magalhães/Divulgação TV Aparecida
Rodolfo Magalhães/Divulgação TV Aparecida
Mariangela Zan

Neste mês em que se comemora o Dia da Mulher, o Aparecida Sertaneja preparou um programa especialíssimo. A escalação das atrações é toda voltada a nomes femininos. As cantoras irão inaugurar o novo horário da produção comandada por Mariangela Zan, que passa a ser exibido meia hora mais cedo, às 19h30, na TV Aparecida.

Entre as convidadas da noite estão as meninas do grupo Barra da Saia. Com uma proposta moderna e pioneira dentro da música sertaneja, elas estão na estrada desde 1999, quebrando tabus e deixando registrada sua marca musical. Talentosas instrumentistas e donas de um timbre que as tornam únicas, as integrantes Adriana Sanchez (sanfona, teclado e voz), Carol Duarte (violino e bandolim), Dede Soares (guitarra, viola, violão e voz) e Eliza Marin (voz e violão) trazem influências que passam pelo sertanejo de raiz, o country, o rock e a música latina, com as polcas, guarânias e chamamés.

Outra atração desse programa tão especial é a cantora Janaynna. Nascida em Campo Grande (MS), aos 31 anos a cantora mostra sua força e personalidade. Sua trajetória teve início muito cedo, mas o destaque nacional como revelação da música sertaneja foi em 2009, quando gravou a música “Sacanagem tua”.


Em novo horário: 19h30

Thayná Bitencourt é outro nome que representa a mulher sertaneja na produção. Dona de um timbre grave e cheio de personalidade, Thayná Bitencourt vem chamando a atenção na internet. Aos 20 anos, a cantora paulista é uma das artistas mais diferenciadas da sua geração. O visual moderno e estilo despojado conquistam o público pop que divide o gosto com a tribo sertaneja, que nos últimos anos viu as mulheres tomarem espaço nesse mercado, antes tão dominando pelos homens e pelas duplas.

E o programa fecha as apresentações com Karoline Violeira. Cantora, violeira e violonista, a artista aprendeu a tocar instrumentos ainda muito pequena. Nascida em Botucatu (SP), essa “caboclinha”, chamada assim pela saudosa Inezita Barroso, cresceu num sítio cercada de recordações deixadas pelo avô, como coleções de fitas, discos de vinil e vitrolas, tudo do mais puro sertanejo raiz. Inicialmente, formou dupla com outras cantoras, mas atualmente está em carreira solo.

Não perca o Aparecida Sertaneja, terça-feira, às 19h30.

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por TV Aparecida, em Aparecida Sertaneja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.