Por Dom Raymundo Damasceno Assis Em Homilias

4º Domingo do Tempo Comum – Dom Raymundo Damasceno

 

Dom Raymundo Damasceno _foto: Thiago Leon4º DOMINGO DO TEMPO COMUM - 01/02/2015

Santuário Nacional de Aparecida

Dom Raymundo Card. Damasceno Assis

 

 Leituras: Deuteronômio 18.15-20; Salmo 94; 1Coríntios 7,32-35;Marcos 1,21-28

A liturgia da palavra nos domingos do tempo comum, apresenta-nos durante este ano a leitura continuada do evangelho de Marcos que é o evangelista em destaque em 2015.

Nos domingos, a primeira leitura está sempre relacionada com o evangelho e nos prepara para compreendê-lo melhor.

Hoje, a primeira leitura é tirada do livro do Deuteronômio e nos apresenta Moisés como o primeiro e o modelo de todos os profetas.

O Senhor Deus fará surgir para o seu povo um profeta igual a Moisés. “Farei surgir para eles, do meio de seus irmãos, um profeta semelhante a ti. Eu mesmo pedirei contas a quem não escutar as minhas palavras que ele pronunciar em meu nome”. O profeta anunciado continuará o carisma e os dons proféticos de Moisés. O judaísmo reconhecia, neste profeta anunciado, o Messias e nós cristãos reconhecemos neste anúncio uma prefiguração de Jesus, o Cristo, o Messias.

Marcos no seu evangelho apresenta Jesus como profeta, Mas o que é um profeta e quem é o profeta? Profeta é um porta-voz de Deus. No Antigo Testamento,temos os profetas chamados por Deus com a missão de anunciar sua vontade ao povo de Israel, como Moisés. Jesus é também profeta, mas o profeta, por excelência. Ele não é porta-voz de Deus. Ele é a própria palavra de Deus. Por isso, fala com autoridade própria e não em nome de Deus. Ele também age com todo o poder, com poder próprio, ao curar os enfermos, ao dominar os espíritos maus e ao proclamar a boa nova do Reino presente em sua pessoa e em suas obras. Ele fala e confirma suas palavras com as suas ações porque é o Cristo, o Filho de Deus.

A grande pergunta que perpassa todo o evangelho de Marcos é esta: “Quem é Jesus”.

 

“Quem é Jesus para mim, para você”?

Esta pergunta, Marcos faz, hoje, também a nós e pede a nossa resposta: “Quem é Jesus para mim, para você”?

No evangelho vemos Jesus ensinar e atuar em Cafarnaum, cidade da Galileia, situada à margem do Lago de Genesaré. Ele vai ao encontro do povo na sinagoga, num dia de sábado. Seu ensinamento novo, transmitido com autoridade e seu poder sobre os espíritos maus, provocaram admiração nos presentes que o ouviam. A autoridade e o poder de Jesus não é para dominar, oprimir as pessoas. Ele destrói os espíritos maus para renovar e transformar as pessoas interiormente e libertá-las das forças do mal. Ele é o verdadeiro profeta, o Filho de Deus, o Salvador.

Deixemo-nos penetrar pela Palavra de Deus e pela alegria de crer em Jesus. Ele está no meio de nós, reunidos em seu nome e presente na sua palavra que acabamos de escutar. Daqui a pouco, Ele virá ao nosso encontro na Eucaristia, no sinal do pão, para fazer-se nosso alimento e nos libertar de todo medo. Abramos o nosso coração para acolhê-lo e peçamos-lhe que nos liberte do mal como fez com aquele homem na sinagoga de Cafarnaum e que ele venha em nosso auxílio quando nos sentirmos impotentes diante do mal ou nos momentos difíceis de nossa vida.

Que Jesus nos liberte do egoísmo, do ódio e da violência, da vaidade e do apego às riquezas, da indiferença e da falta de solidariedade diante do sofrimento do próximo. Que Ele nos dê a coragem e a alegria de profeta para testemunhá-lo com coerência em nossas palavras e nossas ações na sociedade de hoje, para que aqueles que não o conhecem possam conhece-lo e amá-lo.

 

Dom Raymundo Card. Damasceno Assis

Arcebispo de Aparecida,SP

Presidente da Academia Marial

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Dom Raymundo Damasceno Assis, em Homilias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.