Por Maria de Jesus Correa Campos Em Homilias Atualizada em 02 OUT 2017 - 13H35

Francisco: o Senhor caminha conosco para amaciar o nosso coração

homilia_230x145

Na Homilia da Solenidade da Anunciação, no dia 25 de março, o Papa nos convida a olhar a atitude de Maria para nos aproximarmos da salvação de Deus.

A salvação é um dom que se recebe com o  coração humilde.

Desde Adão e Eva, o Senhor caminha com seu povo. Mesmo quando o orgulho de Adão e Eva, que acreditaram ser como Deus, levaram-lhes  a  ser expulsos do paraíso, o Senhor não os abandonou.

“O Senhor – disse ainda o Papa – acompanhou a humanidade neste longo caminho. Fez dela um povo. Estava com eles”. E aquele “caminho que teve início com uma desobediência, termina com uma obediência”, com o sim de Maria no Anúncio do anjo.

Porque “a salvação não se compra, não se vende: se doa. É grátis. Nós não podemos nos salvar sozinhos: a salvação é um dom, totalmente gratuito. Não se compra com o sangue nem de touros nem de cabras: não se pode comprar. Para entrar em nós esta salvação apenas nos pede um coração humilde, um coração dócil, um coração obediente. Como o de Maria. E, o modelo deste caminho de salvação é o mesmo Deus, Seu filho, que não se apegou a um direito inalienável, ser igual a Deus, Paulo o diz”.

“O nó que Eva fez com a sua desobediência – disse recordando Santo Irineu de Lyon – foi dissolvido por Maria com a sua obediência”. É um caminho, acrescentou, “no qual as maravilhas de Deus se multiplicam”.

“O Senhor caminha com seu povo. E por que caminhava com o seu povo, com tanta ternura? Para amaciar o nosso coração. Explicitamente Ele diz: ‘Eu vou fazer do seu coração de pedra um coração de carne’. Amaciar o nosso coração para receber a promessa que ele havia feito no Paraíso. Através de um homem entrou o pecado, e através de outro homem chega a salvação. E este caminho tão longo ajudou todos nós a termos um coração mais humano, mais próximo de Deus, não tão orgulhoso, não tão suficiente”.

Esta liturgia nos “fala de obediência, de docilidade à Palavra de Deus”. O Papa enfatizou que é o caminho da humildade que devemos percorrer, disse ele: “significa simplesmente dizer: Eu sou homem, eu sou mulher e Tu és Deus, e ir adiante, à presença de Deus”, “na obediência, na docilidade de coração”. E por isso, exortou o Papa na Solenidade da Anunciação, “vamos fazer festa: a festa deste caminho, de uma mãe para outra mãe, de um pai para outro pai”.

“Hoje podemos abraçar o Pai que, graças ao sangue de Seu Filho, se tornou como um de nós, nos salva. Este pai está esperando por nós todos os dia … Vamos olhar para o ícone de Eva e Adão, olhar para o ícone de Maria e Jesus, olhar para o caminho da História com Deus que caminhava com o seu povo. E vamos dizer: ‘Obrigado. Obrigado, Senhor, porque hoje Tu dizes a nós que nos doaste a salvação’. Hoje é um dia para dar graças ao Senhor”.

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Maria de Jesus Correa Campos, em Homilias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.