Por Victor Hugo Barros Em Notícias

Academia Marial encerra Congresso com recorde de participantes

congresso_dia1_victor_hugo_barros_63_1024x683

350 congressistas estudaram a Imagem de Nossa Senhora Aparecida. Antigo recorde era de 184 participantes em 2012.

Na manhã deste domingo (13), a Academia Marial de Aparecida encerrou oficialmente o IX Congresso Mariológico. Com o tema “Iconografia de Aparecida – A teologia da Imagem”, o evento reuniu 350 participantes que, por três dias, estudaram a Imagem de Nossa Senhora Aparecida em seu âmbito teológico e histórico.

Com número recorde de participantes, o dobro da edição de 2014 que contabilizou 148 congressistas, o evento contou com palestrantes conhecidos no meio católico, artístico e teológico. Irmã Lina Boff, Irmão Afonso Murad, a diretora do Museu de Arte Sacra de São Paulo (MAS), Maria Inês Lopes Coutinho, Padre Osmar Cavaca, Padre Zezinho e o artista sacro Cláudio Pastro compartilharam seus conhecimentos com uma plateia atenta e questionadora composta por sacerdotes, religiosos, religiosas, leigos, mariólogos e teólogos.

O evento foi oficialmente encerrado no domingo com a celebração eucarística das 8h, presidida pelo Cardeal Arcebispo de Aparecida e presidente da Academia Marial, Dom Raymundo Damasceno Assis, e concelebrada por diversos sacerdotes. Durante a missa, o cardeal recordou que o Congresso é um dos eventos que comemoram os 30 anos da Academia Marial e auxiliam na preparação para o Jubileu de 300 anos do encontro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida.

Foto de: Victor Hugo Barros

congresso_victor_hugo_barros_web

Padre Zezinho e Irmã Lina Boff foram alguns dos palestrantes do Congresso Mariológico

A grande surpresa deste ano foi o alto número de participantes. A edição contou com a presença de 350 congressistas, número recorde para a Academia Marial. A marca pertencia ao Congresso de 2012, que contou com a participação de 184 congressistas, seguido pela edição de 2011, que reuniu 157 pessoas. A cifra deste ano ultrapassa o dobro da registrada em 2014, quando foram registrados 148 participantes.

Para Dom Raymundo, o recorde de participantes é motivo de felicidade. “Nós temos que ficar muito felizes com essa participação tão grande neste Congresso Mariológico. Isso demonstra por um lado, o desejo dos nossos congressistas em conhecer melhor o papel de Maria no mistério de Cristo e da Igreja”, disse. Sentimento compartilhado também pelo diretor da Academia Marial, padre Valdivino Guimarães. “Pelo que ouvi das pessoas, este foi o melhor Congresso realizado até agora. Ele foi revestido de festa. Nele colhemos bons frutos, o que é uma alegria para nós, sobretudo nesse tempo de festa em que comemoramos os 30 anos da Academia Marial”, salientou o sacerdote.

Futuros projetos – Para a próxima edição, em 2016, há a expectativa de que o Congresso seja preparado em parceira com a CNBB e tenha dimensão internacional. “A CNBB já nos procurou e manifestou seu desejo de realizar um Congresso Mariano. É possível que se torne também um evento internacional. Por enquanto estamos em fase de estudo”, destacou o diretor da Academia Marial. Já para 2017, a temática não está definida, mas há indicações de que o estudo será concentrado na visão luterana de Maria.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Victor Hugo Barros, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.