Por Academia Marial Em Notícias

Missa em Ação de Graças ao Patrono da Academia Marial – São José de Anchieta

 

jose_de_anchieta

Dom Raymundo Damasceno, presidente da Academia Marial, está em Roma  onde participa da Missa em Ação de Graças pela canonização do padre José de Anchieta, que será celebrada pelo papa Francisco na Igreja de Santo Inácio de Loyola, nesta quinta-feira (24), a partir das 18hs – horário de Roma (13h – horário de Brasília). Sendo transmitida pela TV Aparecida, às 13h, direto de Roma.

O Pontífice pediu uma missa simples, sendo utilizado a liturgia da quinta-feira da oitava de Páscoa, com cantos tradicionais do repertório cantado nas missas no Brasil.  A comunidade brasileira em festa participará da missa que contará ainda com muitos brasileiros, cardeais, bispos, devotos de Anchieta e autoridades brasileiras, que seguiram até Roma especialmente para a celebração.

Em especial, será executado o hino de Anchieta, cantado no fim da missa. Após a bênção final, o Papa descerá os poucos degraus do altar e se dirigirá diante da imagem de Nossa Senhora Aparecida e de uma relíquia do Padre Anchieta e ali serão cantadas duas estrofes do hino a Nossa Senhora.

Para esta ocasião, foram feitos livretos próprios e santinhos com a nova imagem de Anchieta  e uma nova oração, (foto e oração abaixo). Nesta nova imagem, se procurou dar uma nova visão do Padre Anchieta. “Durante 400 anos, foi veiculada uma imagem de uma pessoa de mais idade, cercada de índios e animais, com ar severo. Procuramos nessa nova imagem um Anchieta jovem, com ar de ternura e sem estar circundado por ninguém”, explicou Pe. Cesar Augusto dos Santos, Vice-Postulador da Causa.

sao_jose_de_anchieta_mapa

Oração
São José de Anchieta, 
Apóstolo do Brasil,
poeta da Virgem Maria,
intercede por nós,
hoje e sempre.

Dá-nos a disponibilidade
de servir a Jesus
como tu serviste nos
mais pobres e necessitados.

Protege-nos de todos os males
do corpo e da alma.
E, se for da vontade de Deus,
alcança-nos a graça
que agora te pedimos
(Pede-se a graça)

São José de Anchieta,
rogai por nós!

Pai-Nosso, Ave Maria, Glória.

Sobre a história do “apóstolo do Brasil”
Foi beatificado pelo papa João Paulo II em 1980. O decreto de canonização do beato José de Anchieta foi assinado no dia 3 de abril deste ano.

Anchieta nasceu em 1534, em Tenerife, Ilhas Canárias (Arquipélago espanhol). Tornando-se jesuíta veio para o Brasil em missão, em 1553, com apenas 19 anos, participando da fundação da cidade de São Paulo com outros jesuítas. Chamado de “apóstolo do Brasil”, Anchieta é considerado pela Igreja um exemplo de evangelização, porque acreditou e dedicou todo seu trabalho à evangelização dos povos indígenas. Criando maneiras próprias e  adaptando ao próprio linguajar do povo tupi-guarani, escreveu o primeiro catecismo nesta Língua. “Ensinou-nos que o Evangelho, ao ser anunciado, deve ser inculturado, levando em conta a cultura das pessoas ao qual se destina”, disse dom Damasceno.

São José de Anchieta é declarado, pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), como padroeiro dos catequistas.

Considerado o primeiro mariólogo do Brasil, é  o Patrono da Academia Marial de Aparecida. Em expressão ao seu grande amor à Nossa Senhora, escreveu o famoso ‘Poema à Virgem’ nas areias da praia de Iperoig em Ubatuba, quando era refém para evitar a guerra entre os índios tamoios e os portugueses. É oportuno lembrar uma pequena parte deste poema exatamente agora neste tempo Pascal pois se refere à alegria de Nossa Senhora pela ressurreição do Filho:

“Deixa os prantos, ó mãe! Jesus vive, o guerreiro
que te arrancou do peito o sofrimento inteiro!
(…)
És a primeira a quem vem o filho saudar:
cabe à mãe, nesta glória, o primordial lugar.
Primeira a vê-lo vivo: ele sempre em teu peito
viveu e honra-te a fé com seu primeiro preito.
Primeira a recebê-lo em triunfo: na dor
cabe o primeiro gozo ao peito sofredor
(…)
Eis que teu filho vive e te abraça e te beija:
dá-te a doce canção que seu falar despeja.
(…)
Mãe feliz! Com razão, céu e terra perplexos,
em suas amplidões, olham-te genuflexos.
(Anchieta 1988-2, p. 191,193)”

No dia  4 de maio, durante a 52ª Assembleia Geral da CNBB, será celebrado  outra missa em ação de graças pela canonização do beato no Santuário Nacional de Aparecida.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Academia Marial, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.