Por Academia Marial Em Notícias

Nossa Senhora e o voo de parapente

 

Nossa Senhora e o voo de parapente

No mês de agosto quase ocorreu um desastre fatal em um voo de parapente (uma espécie de paraquedas dirigível). Na cidade do Rio de Janeiro, em dia nublado, portanto, não recomendável para voar, certo instrutor imperito, conduzindo determinado passageiro incauto, adentrou uma nuvem e simplesmente ficou sem visão nenhuma no meio de densa neblina. O sinistro foi filmado e exibido em diversos telejornais. A filmagem mostra que, em determinado momento, o indigitado instrutor começa a rezar uma ave-Maria.

São e salvo, em terra firme, o instrutor disse que orou pois não sabia mais o que fazer para controlar a rudimentar aeronave. Então, afirmaram alguns que o piloto e o passageiro tiveram sorte. Não se trata de sorte ou azar! Santa Maria, a mãe de Jesus, deveras interveio pelos dois homens. Foi isso o que aconteceu! Deus, interpelado por sua mãe, acudiu os desastrados viajores.

O episódio verídico acima narrado serve para mostrar quão importante é recorrer a nossa Senhora, principalmente nos momentos difíceis, de grande perigo. Maria santíssima invariavelmente ouve nossas preces e roga a Jesus por nós. A propósito, na segunda parte da ave-Maria, pedimos expressamente que a boa mãe do céu interceda na hora da nossa morte: “rogai por nós pecadores agora e na hora de nossa morte.”

Edson Luiz Sampel

Associado da Academia Marial

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Academia Marial, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.