Por Marília Ribeiro Em Notícias

Santuário celebra a abertura do Congresso Mariológico em Aparecida

Missa de abertura do Congresso Mariológico no Santuário de Aparecida. Foto: Felipe Guimarães

A santa missa desta quinta-feira (10) no Santuário de Aparecida celebrou a abertura do XI Congresso Mariológico Internacional.

Dom Orlando Brandes, arcebispo de Aparecida e presidente da Academia Marial, parabenizou os participantes do Congresso e destacou a importância de serem discípulos missionários.

Missa de abertura do Congresso Mariológico no Santuário de Aparecida. Foto: Felipe Guimarães“Certamente Nossa Senhora está muito feliz porque nos queremos na escola de Maria e com a ajuda da teologia, sermos discípulos missionários... parabéns a vocês que vieram de todos os cantos do Brasil, participar do Congresso Mariológico, que a inteligência nós leve do coração às mãos, para colocarmos em prática o que nesta escola aprendemos”.

Dom Orlando também aproveitou para agradecer o empenho e dedicação do missionário redentorista, padre Valdivino Guimarães na direção da Academia Marial e deu as boas vindas ao padre Cesar Moreira, que irá assumir como diretor da Academia em setembro, em virtude dos estudos do padre Valdivino em Roma.

Padre Valdivino Guimarães esteve a frente da Academia Marial desde de 2015, tendo como foco do seu trabalho a propagação da devoção a Nossa Senhora e a difusão dos trabalhos da Academia Marial de Aparecida.

pe-valdivino-guimaraes“A gente procurou trabalhar com muito afinco para que a Academia Marial se tornasse conhecida e por meio dos eventos a gente tem percebido que ela tem cumprido com a sua missão, porque a missão da Academia Marial é dedicar-se a pesquisa e ao estudo sobre a Virgem Maria. Procurei abraçar essa missão e percebi que com a graça de Deus e o apoio de tantas pessoas, nós conseguimos colher alguns frutos”, avaliou.

O novo diretor da Academia, Padre Cesar Moreira, já assumiu varias missões enquanto missionário redentorista seja na Rede Aparecida de Comunicação e no seu último trabalho nas Obras Sociais do Santuário, como coordenador do Centro de Assistência Social (CAS) na cidade de Potim (SP).

A frente da Academia o sacerdote afirma que pretende se dedicar para conhecer ainda mais Nossa Senhora e popularizar esse conhecimento às pessoas mais simples.

padre cesar moreira“Quando o Superior disse que eu ia precisar ir para outro lugar eu perguntei qual é o lugar, e ele falou na Academia e então eu respondi que se é perto de Nossa Senhora eu só vou ganhar. Então eu já até combinei com Nossa Senhora que vou me dedicar ao trabalho Dela, quero conhecê-La mais intimamente e quero gostar Dela mais de perto. E uma das minhas preocupações é popularizar o conhecimento de Nossa Senhora, é necessário que as pessoas simples conheçam mais a Mãe de Deus”.

Até o dia 12 de agosto, o Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida recebe cerca de 350 estudiosos e pesquisadores em Mariologia para um aprofundamento no tema ‘Aparecida: 300 anos de devoção e fé’, em comemoração ao tricentenário do encontro da Imagem no rio Paraíba do Sul.

 
6 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Marília Ribeiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.