Por Família dos Devotos Em Revista de Aparecida

Do Antigo ao Novo, a revelação do amor que nos salva

Os mosaicos das Fachadas Norte e Sul do Santuário Nacional não devem ser lidos isoladamente, mas em conjunto, como o texto bíblico.


Thiago Leon
Thiago Leon

Por Felipe Koller

“No Antigo Testamento está escondido o Novo, e no Novo se desvela o Antigo”, escreveu Santo Agostinho de Hipona, resumindo com essa frase uma compreensão que os primeiros cristãos nos deixaram como herança. A vida de Jesus, de fato, se desenha no contexto da história do povo de Israel, com suas esperanças e suas fragilidades e, sobretudo, com a ação do Senhor que o tirou da terra do Egito, da casa da escravidão.

Quando somos envolvidos em uma experiência de amor, passamos a enxergar tudo de modo diferente, como se esse amor se mostrasse presente por toda a parte. Tocados pelo Evangelho de Jesus, os primeiros cristãos releram o Antigo Testamento com outros olhos. A história de José e de sua reconciliação com seus irmãos, a libertação da escravidão do Egito e a construção da tenda — tudo agora falava de Jesus.

“Ele é a páscoa da nossa salvação”, diz uma homilia do século II, atribuída a Melitão de Sardes. “Foi morto em Abel, atado de pés e mãos em Isaac, peregrino em Jacó, vendido em José, exposto em Moisés, degolado no cordeiro, perseguido em Davi e desonrado nos profetas.” A vida nova derramada pelo Espírito Santo nos corações dos primeiros discípulos desvelava o sentido de toda a história da salvação e, vice-versa, o enraizamento nessa história os fazia enxergar todo o alcance do ministério de Jesus.

Na maior Bíblia a céu aberto do mundo, não poderia ser diferente: os mosaicos das Fachadas Norte e Sul do Santuário Nacional não devem ser lidos isoladamente, mas em conjunto, como o texto bíblico. Assim, veremos que José, Moisés e a tenda do encontro, na Fachada Norte, nos falam de Cristo Jesus e que, na Fachada Sul, é também ele que aparece como o enviado do Pai, o libertador das nossas escravidões e o novo e definitivo templo onde habita a glória de Deus.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Família dos Devotos, em Revista de Aparecida

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...