Por José Eymard Em Crescendo na Fé Atualizada em 26 SET 2017 - 14H59

Cristãoportivo: Devemos ser atletas e nosso exercício é a oração!

Começam hoje as Olimpíadas! E o que podemos aprender dos atletas para nossa vida de fé?

É diante do Sacrário, na vivência da Leitura Espiritual e na recitação do Terço que podemos encontrar forças diante de algumas tribulações e provações. Existe um pensamento de uma candidata a Santa, da Serva de Deus Maria Imaculada da Santíssima Trindade, que eu gosto muito e quero compartilhar com você: “Ao amor não se diz ‘basta!’ É preciso sempre mais”.

Esse pensamento nos explica que a capacidade de ser cristão deve crescer a cada dia. Somos de Cristo, mas, se não dedicarmos tempo para o diálogo com o Senhor, diante dos sofrimentos e angústias, o desespero será maior do que a paciência para carregar a cruz. 

:: Leia também: A tática para chegar ao Céu ::
:: Oscar Schmidt conta sua história de vida ::

cristaoportivo

Ser cristão, caminhar rumo ao Céu, é como São Paulo diz em relação aos atletas (1 Cor 9, 24-27): para eles conquistarem o troféu passam por disciplinas. De fato! O atleta treina pesado, faz exercícios, cuida da alimentação, da saúde, de seu corpo. Existe disciplina. Não pode ser diferente conosco que estamos na peregrinação rumo ao Céu.

O exercício da oração diária, da adoração a Jesus Eucarístico, do amor à Sagrada Escritura, o louvor a Deus por intermédio de Maria são os exercícios diários dessa caminhada para o Reino. A prática da mortificação com jejum, de se alimentar de coisas que não gosta ou de suspender as quais mais gosta e a prática da caridade são fundamentais para nós que devemos crescer no amor.

 

O exercício da oração diária, da adoração, do amor à Escritura, o louvor a Deus por intermédio de Maria são os exercícios diários dessa caminhada para o Reino. 

Li uma vez um ótimo livro que dizia que a adoração a Jesus Eucarístico deve ser como “um beijo na boca”. Nenhum namorado gosta só de ''selinho'', mas de um beijo que dure bastante tempo. Poxa, assim também deve ser o tempo com Jesus. Não só uma passadinha, mas dedicação de um tempo maior. Se isso não é possível pela correria do dia a dia, devemos fazer da nossa rotina uma oração. E o segredo para isso é seguir a linda canção do Padre Zezinho: amar como Jesus, pensar como Ele e agir como o nosso Redentor.

Se você está diante de um sofrimento, quero partilhar outro pensamento
E também uma passagem bíblica que me ajuda muito nas tribulações. O pensamento, agora de um Santo, diz que quem não tem cruz é porque não começou a ser verdadeiramente cristão. Que bom, então! Que tenhamos provações e tentações, porque é sinal de que somos de Jesus. Devemos crescer com os sofrimentos e não desesperar diante deles. Devemos nos deixar modelar como o barro nas mãos do oleiro.

E a passagem bíblica é do livro de Judite. “Demos graças ao Senhor nosso Deus, que nos submete a provações, como fez com nossos pais. Lembrai-vos de tudo o que Deus fez a Abraão, de como provou Isaac, de tudo o que aconteceu a Jacó. Assim como os provou pelo fogo, para lhes experimentar o coração, assim também ele não se está vingando de nós. É antes para advertência que o Senhor açoita os que dele se aproximam” (Jt 8,25-26a.27).

A você, meu irmão e irmã, desejo que o sofrimento seja para crescimento na Fé e que sua espiritualidade faça de você alguém íntimo do Senhor e de nossa Mãe Maria.


Escrito por
José Eymard (Foto José Eymard)
José Eymard

Apresentador do Bem-vindo Romeiro na TV Aparecida e Jovem de Maria.

4 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por José Eymard, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.