Crescendo na Fé

Masturbação feminina: o que a Igreja fala?

Escrito por Priscila Ferreira

12 JAN 2021 - 10H46 (Atualizada em 12 JAN 2021 - 13H32)

Shutterstock/ Fizkes Jovem ansiosa, roendo as unhas (Shutterstock/ Fizkes)

O assunto é polêmico, daqueles que muito se pratica, mas pouco se diz fora do circulo de amigos. Especialmente hoje, eu quero falar com as garotas, as mulheres, que quase nunca são alcançadas quando o assunto é sexualidade e afetividade: quero falar sobre masturbação. Isso mesmo: quem pratica masturbação, não são só os jovens, mas as jovens também.

A masturbação feminina tem sido cada vez mais praticada entre as mulheres e é sobre isso que eu quero conversar com você hoje. Porque, afinal, é preciso anunciar:

“Mas como poderão invocar aquele em quem não creram? E como haverão de crer naquele de quem nunca ouviram falar? E como ouvirão falar dele, se ninguém o anuncia?” (Rm 10,14)

Sem julgamentos! Eu quero acolher você que quer vencer o desafio da masturbação, porque eu sei que a luta é diária. O sexo é visto pela Igreja Católica como algo lindo, que dá prazer e gera união ao casal. Possibilita, que dessa união haja filhos(as). O convite é para que esse prazer seja vivido dentro de uma relação repleta, cheia de amor... e a masturbação não possibilita esse complemento, mas o fechamento em si mesmo(a).

Por masturbação entende-se a excitação voluntária dos órgãos genitais, para daí retirar um prazer venéreo. «Na linha duma tradição constante, tanto o Magistério da Igreja como o sentido moral dos fiéis têm afirmado sem hesitação que a masturbação é um ato intrínseca e gravemente desordenado». «Seja qual for o motivo, o uso deliberado da faculdade sexual fora das normais relações conjugais contradiz a finalidade da mesma». O prazer sexual é ali procurado fora da «relação sexual requerida pela ordem moral, que é aquela que realiza, no contexto dum amor verdadeiro, o sentido integral da doação mútua e da procriação humana» (Catecismo 2352)

shutterstock
shutterstock


Leia MaisComo encerrar ciclos na minha vida?Você pode ter caído no pecado da masturbação por curiosidade, carência, enfim... por muitos motivos. Mas, se você quiser viver o que a Igreja diz, essa mesma Igreja te ajuda a viver. Busque o Sacramento da Confissão, quantas vezes for preciso. Não desista, pois “Deus nunca se cansa de nos perdoar” (Papa Francisco).

E se eu posso te ajudar com a minha experiência, quero te passar algumas sugestões que têm me ajudado nesse caminho (e acredito que podem ajudar você também):

1) Faça exercícios físicos

A pratica do exercício físico libera endorfina, o hormônio que nos da à sensação de prazer, bem-estar. Além disso, gera alívio da tensão e relaxamento.

2- Descubra e corte o que estimula a prática

Se for o caso, deixe de assistir as séries, filmes, escutar músicas de cunho sexual que estimulam a prática. Substitua, por filmes, séries, músicas de qualidade e que façam você refletir, ver a beleza da vida.

Shutterstock/ LStockStudio
Shutterstock/ LStockStudio


3- Alimente a sua alma com práticas de oração e devoção

Leia Mais12 frases de Santos para quem quer ser santo

Muitas santas, servas de Deus viveram o que você vive hoje, mas venceram o pecado. Por isso, você também pode vencê-lo em Jesus.

Procure conteúdos de espiritualidade, que tirem suas dúvidas e fortaleçam o seu espirito para que, assim, você ganhe essa batalha. Reze o terço, leia a Bíblia, o catecismo, a Teologia do Corpo. Assim, você irá conhecer melhor esse convite de amor!

4- Não se culpe

A sexualidade faz parte do ser humano; Deus a  fez e ela é boa como toda a sua criação (Gn 1 e 2). Apenas precisamos ordená-la, em Jesus, para que seja vivida da melhor forma possível, no centro da vontade de Deus.

#ParaTodosLerem: Curtiu esse post? Compartilhe com seus amigos!
É só clicar no botão do Whatsapp ou demais redes sociais, logo abaixo do título!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Priscila Ferreira, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.